Frutíferas Plantas

Abacate: os benefícios dessa fruta e como cultivar

Dotado de benefícios, o abacate é rico em vitaminas do complexo B, vitamina E e vitamina K. Tem mais fibras do que todas as outras frutas e existem evidências científicas que demonstram que a adição de abacate regularmente em nossa dieta reduz o colesterol ruim e os triglicerídeos. Entre as frutas frescas, o abacate é o mais rico em proteínas, podendo auxiliar em dietas que visem ao aumento da massa muscular.

Possui grande concentração de gordura monoinsaturada, gordura ômega-3 e muito pobre em carboidratos. Além disso, o abacate tem 60% mais potássio que a banana, muito recomendada para reposição dessa substância no nosso organismo.

Quais os benefícios do abacate para a saúde?

O nutrientes que compõem o abacate, alguns já muito conhecidos e outros recém descobertos pela ciência, como os fitonutrientes (substâncias bioativas contidas em vegetais) auxiliam na prevenção de diversas doenças.

Muitas pessoas afirmam que do abacate se aproveita tudo, desde a casca até o caroço.  Seus componentes são usados em cremes, pomadas e podem compor produtos de higiene, saúde e beleza, entre outros.

São muitos os benefícios para o nosso organismo, dessa fruta tão rica. Conheça alguns deles:

1- O abacate fortalece o colágeno, dando mais firmeza para a pele, auxilia na sua hidratação e combate o envelhecimento precoce;

2- Fortalece a musculação, os ossos e as articulações;

3- Hidrata os cabelos secos, deixando-os mais macios e com brilho;

4- Tem efeito anti-inflamatório;

5- Aumenta a produção de serotonina, combatendo assim o estresse e a ansiedade;

6- Suas fibras aumentam a sensação de saciedade reduzindo o apetite, situação fundamental em dietas de emagrecimento;

7- Aumenta a capacidade de concentração e memória;

8- Diminui o colesterol ruim e os triglicerídios do organismo;

9- Auxilia na digestão;

10- Abacate é diurético;

11- Previne alguns tipos de câncer;

12- Regula o ciclo menstrual;

13- Melhora o sono;

14- Melhora a visão.

Estes são apenas alguns dos benefícios, mas a cada dia a ciência descobre novos benefícios proporcionados pela utilização do abacate, sua casca, sua semente e, até mesmo, pela sua flor e folhas.

Origem do Abacate (Persea americana L.)

O abacateiro veio do México e da América Central, estendendo-se até a Colômbia, Venezuela, Equador e Peru. Nos séculos XVI e XVII, a planta foi introduzida no Brasil, mais especificamente no estado do Rio de Janeiro. Fruteira de clima subtropical, adaptou-se aos diferentes climas e solos existentes no país, o que justifica sua ampla distribuição pelo território. Plantios comerciais se destacam nos estados de São Paulo e Minas Gerais.

As variedades de abacate mais conhecidas são: Abacate Manteiga, Abacate Fortuna; Abacate Breda; Abacate Geada; Abacate Milênio; Abacate Margarida, Abacate Ouro Verde, Abacate Quintal e Avocado (Hass).

Todas as variedades de abacate são ricas nutricionalmente e têm grandes concentrações de vitaminas lipossolúveis como as vitaminas A, D, E e K. O avocado tem um pouco menos carboidrato e um pouco mais de gordura. Os outros  abacates têm o dobro de fibras. Todos eles contém gordura monoinsaturada, muito benéfica para nosso organismo.

Características

 Árvore de grande porte, o abacateiro pode atingir mais de 30,0 metros de altura, mas as mudas cultivadas são de menor tamanho.

Uma árvore somente pode produzir cerca de 100 frutos.

Suas folhas são grandes, ovais e coriáceas de cor verde escuro e as flores são pequenas levemente esverdeadas.

Os frutos são do tipo baga, forma ovalada, casca coriácea em verde brilhante.
A polpa é amarelo-esverdeada, macia e muito saborosa, com uma enorme semente arredondada, dura.

Normalmente é consumido in natura ou batido com leite, também  podendo ser ingrediente em outras receitas culinárias. Já em países como México, Peru, Venezuela e Espanha, é mais usado em forma de saladas ou acompanhando pratos salgados.

Algumas variedades conservam a cor verde em todas as etapas de cultivo até a venda no varejo, enquanto outras, possuem  coloração arroxeada podendo ficar com a cor marrom. 

A árvore que dá origem ao abacate tem copa aberta, ramos bifurcados e altura que pode chegar a 20 metros, além de muita longevidade. Em plantas de pé–franco (mudas obtidas do plantio de sementes, sem enxertia), o florescimento e a frutificação iniciam-se em torno dos cinco anos de idade, enquanto que, em plantas enxertadas, a produção de frutos pode começar dois anos após o plantio.

Como cultivar

SOLO: rico em matéria orgânica, adubado, permeável e profundo

CLIMA: subtropical ou tropical úmido, com temperaturas diurnas entre 18 e 25 graus célsius e noturnas entre 12 e 20 graus célsius

ÁREA MÍNIMA: duas plantas de tipos florais diferentes em quintais de residências ou até mesmo em vasos em coberturas de apartamento; no caso de uma planta, é importante assegurar a existência de outro tipo floral na vizinhança

COLHEITA: em plantas enxertadas e bem cuidadas, a produção de frutos começa dois anos após o plantio

PROPAGAÇÃO: plante as sementes do porta-enxerto em sacos plásticos de 20 cm de diâmetro por 40 cm de altura, em substrato composto por duas partes de terra argilosa e uma de esterco a 5 centímetros de profundidade. Mantenha as plantas em ambiente arejado e com sombreamento moderado, com cerca de 50% de luminosidade. Quando o caule tiver um centímetro de espessura e altura de 10 a 15 centímetros do solo, faça a enxertia com os ramos de matrizes. Elimine o caule do porta-enxerto por meio de um corte em bisel (inclinado) e, no tecido exposto, una o ramo da planta matriz também cortado em bisel. Cubra com plástico para não perder umidade até começar a brotação, entre 30 e 40 dias.

TRANSPLANTE: deve ser feito no início da estação chuvosa, assim que a muda atingir de 40 a 50 centímetros de altura, o que leva entre 10 e 18 meses após a semeadura. Para cultivares de copa frondosa, recomenda-se espaçamento de 10 m x 10 m, enquanto para plantas que possuem copa menos vigorosa, ou que se pretende podar regularmente, de 6 m x 7 m.

AMBIENTE: a área de plantio deve contar com solo permeável, profundo e adubado, além de ser um local arejado e, ao mesmo tempo, com proteção contra rajadas de vento e ocorrências de geadas.

CUIDADOS: realize podas de limpeza da copa para aumentar o arejamento e evite irrigação em excesso. A irrigação é importante especialmente em períodos de elevadas temperaturas. Deve-se irrigar uma vez por semana. No inverno, pode ser suspensa por dois meses. Recomenda-se usar cobertura morta de palha ou capim seco em volta da planta, sem, no entanto, cobrir a base do tronco.

POLINIZAÇÃO: apesar de serem hermafroditas – flores masculinas e femininas na mesma inflorescência -, as variedades de abacate apresentam comportamentos distintos quanto ao período do dia no qual ocorre abertura das flores. Algumas cultivares abrem as flores femininas pela manhã e as masculinas à tarde, enquanto outras apresentam comportamento inverso. Assim, no pomar de abacateiro é preciso ter dois tipos da planta para garantir a fecundação das flores.

PRODUÇÃO: os abacates não amadurecem na árvore, por isso, quando algumas frutas começarem a cair, está na hora da colheita. No entanto, a colheita só ocorre a partir do terceiro ano de cultivo e dura de dois a três meses.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.