Frutíferas Plantas

Acerola: uma poderosa aliada contra a anemia

Rica em vitamina C e ferro, a acerola é uma ótima aliada do nosso organismo. Além de fortalecer o sistema imunólogico, responsável pela defesa do corpo, o consumo dessa frutinha pode ajudar no combate de diversos problemas, como a anemia.

A acerola (Malpighia emarginata) é um arbusto ou pequena árvore, da família das malpighiáceas. Essa planta é nativa da América Central, norte da América do Sul, México e Caribe. É uma planta rústica que se desenvolve bem em clima tropical e subtropical. Seu tamanho varia entre dois e três metros de altura, seus ramos são densos e espalhados, com folhas opostas, de pecíolo curto.

A planta apresenta inflorescências formadas por duas a seis flores de coloração, que vai do branco ao rosa. O fruto é do tipo baga drupácea e possui três sementes, que são envolvidas pelo endocarpo. O tamanho das sementes é muito variável e apresenta-se, normalmente, proporcional ao tamanho do fruto. Quando maduro, o fruto apresenta coloração variada, podendo ser encontrado nas tonalidades vermelha, roxa ou amarela.

No Brasil, é cultivada em quase todo o país, tendo sido primeiramente introduzida nas regiões Norte e Nordeste.

As acerolas são classificadas em doces e ácidas. As ácidas são mais ricas em vitamina C. As variedades de frutos doces são indicadas para o consumo “in natura”, enquanto que as variedades de frutos ácidos são indicadas para a industrialização.

Variedades doces

Manoa Sweet (4-43): produz frutos com coloração amarelo-avermelhada quando maduros. Essa variedade é recomendada para plantios caseiros.

Tropical Ruby (9-68): tem os frutos idênticos aos da Manoa Sweet e pode atingir até cinco metros de altura.

Hawaiian Queen (8E-32): deve ser conduzida a formar tronco único. É uma das seleções recomendadas para a produção de frutas frescas.

Variedades ácidas

J. H. Beaumont (3B-21): é um clone baixo, compacto, com ramagem densa que pode ser conduzido para formar arbusto de tronco único. Seus frutos têm coloração laranja avermelhada, com boa produtividade.

F. Rehnborg (22-40): apesar de ser altamente produtiva, esta variedade tem baixo teor de vitamina C. Entretanto, pode ser facilmente conduzida para formar tronco único. Apresenta fruto grande, com coloração laranja avermelhada, passando para vermelho-escuro quando maduro.

F. Haley (3A-8): esta variedade adapta-se melhor às regiões mais secas. Seus frutos, de tamanho médio, têm coloração vermelho-púrpura.

suco de acerola pode ser consumido todos os dias, mas o ideal é que a bebida tenha pouco ou nenhum açúcar, tendo em vista que a fruta já tem um açúcar natural.

Por ter o sabor levemente ácido e pelo valor nutricional, a acerola destaca-se principalmente por apresentar alta concentração de ácido ascórbico, conhecido como vitamina C, chegando a ter de um a dois gramas dessa vitamina por 100 gramas de polpa, este valor chega a ser cem vezes superior ao da laranja.

A união de ferro e vitamina C encontrada em sua composição nutricional é altamente favorável aos anêmicos, isso acontece porque a vitamina C favorece a absorção do mineral, ocorrendo a biodisponibilidade dessas substâncias.

Sua composição contém ainda vitamina A, fósforo, cálcio e vitaminas do complexo B. Pode ser consumida em forma de suco ou mesmo pura, sendo uma ótima opção após grandes refeições, como almoço e jantar, para aumentar a absorção de ferro, o que seria uma opção perfeita para anêmicos ou indivíduos com baixa absorção do mineral.

Principais benefícios da acerola para a saúde

  • Rica em nutrientes: Fonte de vitaminas A, B1, B6 e C e minerais como cálcio, ferro, potássio, cobre, magnésio, fósforo e manganês. Proteínas, flavonoides e fibras completam o quadro nutricional da fruta que beneficia a saúde do nosso organismo de uma forma geral.
  • Poderoso antioxidante: A acerola é rica em carotenoide, uma substância que age contra o envelhecimento precoce das células, pois estimula a produção de colágeno e também é responsável pela cor avermelhada da fruta.
  • Benéfica para a visão: Devida a grande quantidade de vitamina A, inclusive maior do que o que podemos encontrar na laranja, por exemplo, a acerola é uma poderosa aliada para a saúde dos olhos, prevenindo contra a cegueira, protege a córnea e contribui na melhora da sensibilidade à luz.
  • Fornece energia: A fruta contribui com a ingestão de carboidratos que são transformados em energia, beneficiando nossas atividades físicas e dando mais disposição no dia a dia.
  • Ajuda a manter o coração saudável: Rica em potássio, a acerola é eficaz para a saúde cardíaca, ajudando no controle da pressão arterial, prevenindo as doenças cardiovasculares, tais como derrame, ataques cardíacos e aterosclerose.
  • Previne gripes e resfriados: A grande quantidade de vitamina C encontrada na fruta é fundamental para fortalecer o nosso sistema imunológico, protegendo contra a baixa imunidade e o envelhecimento da pele.
  • Poucas calorias: A fruta apresenta bons resultados para aqueles que desejam emagrecer, isso porque, em apenas 100g de acerola, consumimos 32 calorias.
  • Controla o açúcar no organismo: A frutinha vermelha também é responsável por ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue, prevenindo o diabetes por ser rica em uma grande quantidade de antioxidantes.
Uma fruta possui aproximadamente um grama de Vitamina C (ácido ascórbico).

Como cuidar do pé de acerola

A aceroleira pode atingir até 3 metros de altura, então o principal dos cuidados é escolher o local ou vaso ideal para o plantio. Essa pequena fruta vai alegrar os seus dias quando enfim começar a aparecer na árvore. Para que isso aconteça, vamos as dicas de como cuidar do pé de acerola:

Solo ideal

Essa árvore aprecia um solo profundo do tipo areno-argiloso bem drenado. Para dar frutos ela precisa de bastante sol, bem como de terra bem adubada. Caso você opte por plantar o pé de acerola em um vaso escolha um recipiente grande para que as raízes tenham espaço suficiente para se desenvolver bem.

Como fazer o plantio

Uma das dicas para cuidar do pé de acerola já começa no momento do plantio. A opção mais fácil é adquirir uma muda já formada, enxertada e com uma boa altura. Se esse for o caso, bastará plantar o pé em uma grande cova ou trocar ela de vaso para um recipiente adequado.

Para isso encha a cova ou o vaso com terra orgânica misturada com areia média. O ideal é que essa areia esteja adubada com farinha de osso e composto orgânico bem curtido. Com a ajuda de um pedaço de madeira ou mesmo um pau de vassoura, você deve firmar a muda até que ela se enraíze completamente no solo.

Adubação

Outra das dicas para fazer o seu pé de acerola ter mais frutos é adubar a árvore constantemente com composto orgânico como torta de mamona e farinha de osso. 

Caso a muda esteja em um vaso você pode optar pela adubação líquida como o batido de lentilha e restos de verduras e frutas.

Lembre-se de sempre manter o vaso ou espaço do plantio limpo e livre de ervas daninhas que podem trazer pragas como bicudo do botão floral, cigarrinha, cochonilha parda e muitas outras que são prejudiciais a muda. Atente-se para a coloração das folhas para saber se a sua árvore está crescendo de maneira saudável.

Regas

A aceroleira precisa de regas diárias para se desenvolver bem e por isso deve ser plantada em períodos de muita chuva. Portanto, lembre-se de regar abundantemente a muda sempre que não chover.

fontes:

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.