Ornamentais Plantas

Areca bambu: palmeira fácil de ser cultivada

Espécie altamente popular no Brasil, a palmeira areca bambu se destaca em muitos projetos de paisagismo, seja em jardins espaçosos ou pequenos locais.

Fácil de cuidar, pode ser cultivada em vasos sem maiores problemas. Apenas certifique-se de mantê-la em um ambiente sem ar-condicionado, caso você queira cultivá-la dentro de casa.

Dypsis lutescens é nativa da ilha de Madagascar e pertence à família Arecaceae. De rápido crescimento, ela pode atingir até 12 metros de altura, ao ar livre, ou até 7 metros, se criada em ambientes internos.

No entanto, você não precisa se preocupar em não ter tetos altos o suficiente para sua amada planta, porque ela pode tolerar podas e, portanto, as plantas maduras podem ser mantidas dentro de casa por até 10 anos, que é seu tempo de vida completo.

De fato, é uma variação bonita e de médio porte que se adapta a diversas regiões, além de ser bem fácil de cultivar. Por isso, conquista cada vez mais pessoas, seja para ornamentar áreas internas ou externas.

Essa palmeira possui a folhagem emplumada e arqueada e apresenta troncos lisos de coloração dourada, que lembram touceiras de bambu.

Durante o final da primavera e no início do verão, a palmeira areca bambu produzirá pequenas flores de cor amarela brilhante. Eles crescem debaixo das folhas. Depois que as flores desabrocharem, um fruto amarelado aparecerá onde as flores estavam.

A fruta, de formato oval e não comestível, mudará de amarelo brilhante para laranja ao amadurecer e terá aproximadamente uma polegada de diâmetro.

A planta cresce relativamente rápido nas condições adequadas e é fácil de propagá-la através do plantio e divisão. Veja a seguir dicas de como cuidar de uma areca bambu:

Como cultivar areca bambu

Quando cultivada ao ar livre, é importante escolher um local de plantio com boa drenagem, porque o solo encharcado pode facilmente causar apodrecimento da raiz de uma palmeira. Como planta de casa, um recipiente com boa drenagem é essencial.

Em termos de cuidados regulares, planeje regar a areca bambu sempre que o solo começar a secar. Isso é especialmente importante para palmeiras cultivadas ao ar livre, em climas quentes, para mantê-las saudáveis.

Além disso, as palmeiras internas muitas vezes não recebem luz suficiente, a menos que você tenha uma janela muito brilhante. Por isso, pode ser uma boa ideia levá-la para fora em dias quentes para ficar exposta à luz solar difusa.

Este tipo de palmeira não precisa de muita poda. Espere para remover todas as folhas mortas até que estejam quase todas marrons, pois ainda podem desempenhar um papel na fotossíntese.

Plantio

A cada poucos anos, você precisará replantar sua areca bambu. As raízes preferem um recipiente menor, mas, com o passar do tempo, isso poderá limitar o tamanho da planta. Com o replantio, você substituirá o solo de envasamento mais antigo em que ela viveu nos últimos dois a três anos e fornecerá à palmeira nutrientes mais novos que foram sugados do solo em que ela está vivendo.

Ao replantar sua planta, certifique-se de envasá-la na mesma profundidade do vaso anterior. Se você plantar muito profundamente, pode causar sérios danos às raízes e ao resto da planta. As raízes podem ser muito frágeis, então certifique-se de ser gentil e não espalhá-las.

Delicadamente, embale o solo ao redor das raízes com os dedos e certifique-se de não pressionar demais o solo para não quebrar as raízes, que são frágeis. Depois de pressionar o solo, regue profundamente e pressione suavemente o solo novamente para remover quaisquer bolsas de ar. Adicione mais solo, se necessário, depois de pressioná-lo.

Fertilizantes

Você pode fertilizar a sua planta com um fertilizante fraco solúvel em água ou adubo orgânico. Atente-se para umedecer previamente a mistura de solo antes da aplicação.

Procure realizar a adubação duas vezes durante a temporada de cultivo na primavera e verão e evite esse processo no outono e inverno. Apesar dessa etapa não ser severamente necessária, pode ajudar a planta a crescer mais rápido caso seja a pretensão.

Limpeza das folhas da areca bambu

Se suas folhas parecem ter poeira ou sujeira, você pode usar um pano úmido macio e limpá-las com cuidado.

Ao fazer isso, certifique-se de verificar embaixo das folhas para ver se há percevejos ou ácaros. Esta planta é muito suscetível a ambos, e, se você encontrá-los nas folhas, retire-os com um pano úmido.

Luz

Ao ar livre, essas plantas gostam de luz solar filtrada e brilhante, mas também podem tolerar o sol forte. O ideal é que elas tenham proteção contra o sol da tarde, pois a luz muito forte pode queimar a folhagem.

Em relação ao cultivo da areca bambu dentro de casa e ambientes internos, verifique se a planta recebe luz suficiente e posicione-a próximo à uma janela voltada para a luz indireta.

Solo

Para ambientes internos, uma mistura para vasos bem drenada à base de turfa é perfeita. As plantas criadas ao ar livre se dão melhor com um solo rico, ligeiramente ácido e com uma drenagem excelente. Pode ser necessário corrigir com areia e turfa para melhorar a porosidade e diminuir o pH do solo.

Temperatura

As palmeiras areca bambu crescem melhor quando as temperaturas do ambiente ficam em torno de 16ºC a 24ºC. Sendo a areca bambu uma planta tropical, quedas repentinas de temperatura ou correntes de ar frio podem fazer mal à planta e causar manchas marrons nas folhas.

Dessa forma, quando a sua areca bambu estiver em vaso e posicionada fora de casa, certifique-se de trazê-las para dentro quando a temperatura estiver caindo para abaixo de 10ºC.

Rega

Em termos de cuidados cotidianos, a rega é uma das tarefas mais importantes quanto a manutenção da areca bambu. Planeje regá-la sempre que o solo começar a secar, sobretudo quando a planta estiver posicionada ao ar livre e em clima quente.

É durante a primavera e verão que a areca bambu está em seu maior período de crescimento, dessa forma, precisa de maior quantidade de água. Recomenda-se regar com frequência, mas visando manter o solo apenas moderadamente úmido. Atente-se para não encharcar o solo, pois nessas condições, as raízes ficam mais suscetíveis a doenças.

Durante o outono e inverno, você pode manter o solo um pouco mais seco. Apesar disso, em qualquer estação do ano, é importante borrifar regularmente as folhas com água, para recriar seu ambiente natural, o qual as condições são bastante úmidas. Você pode realizar essa tarefa mesmo no inverno, pois nesse período o ar tende a reduzir os níveis de umidade.

Umidade

A areca bambu prospera em ambientes com umidade elevada, sendo esse um fator essencial para manter a boa aparência da planta. Dessa forma, a planta se adapta bem à umidade interna normal. Contudo, se atente quando o ar estiver muito seco, nesses casos, é comum que as pontas das folhas fiquem marrons.

Recomenda-se borrifar as folhas algumas vezes por semana. E, para manter a umidade ideal, você também pode posicionar a planta sobre uma bandeja com seixos de pedra preenchida com água.

Propagação da areca bambu por semente

A areca bambu também pode ser plantada a partir das sementes. Você dificilmente encontrará sementes dessa planta pelo jardim, dessa forma, procure colher as sementes diretamente dos frutos que aparecem, sobretudo depois que as flores amarelas dessa palmeira desabrocham.

Para tanto, você pode germiná-las na sua casa. Para isso, cubra as sementes com uma mistura de solo fina e leve indicada para a germinação. As sementes mais velhas que apresentam uma coloração alaranjada são normalmente mais fáceis de vigorar em relação às sementes mais novas e verdes.

Mantenha o solo úmido, mas não encharcado. Quando surgirem as primeiras folhas das mudas, plante-as ao ar livre ou em um vaso com 30 centímetros de profundidade.

Propagação da areca bambu por divisão

Como a areca bambu é fácil de dividir, essa é a melhor maneira de propagar a planta assim como o resultado dará uma palmeira exuberante mais rápido com relação quando plantada a partir da semente.

Recomenda-se realizar a divisão da raiz durante a primavera, pois é a época do ano em que a planta está mais forte. Para isso, escolha uma planta madura que apresente vários caules. Procure regá-la ao menos um dia antes de dividi-la para soltar as raízes do solo. Sacuda a terra e enxague o solo até que você possa ver quais raízes pertencem à quais caules.

Escolha até quatro ou cinco talos para retirá-los e os coloque separadamente em um vaso com uma mistura de solo para envasamento e areia grossa. Procure posicionar o recipiente sob a luz indireta e regue regularmente.

Problemas comuns da areca bambu

A palmeira de areca bambu não costuma ter problemas sérios com pragas e doenças. No entanto, existem alguns indícios na aparência da planta que podem te ajudar a manter sua areca bambu saudável e com o ambiente ideal. Leia a seguir como identificar e tratar os principais problemas relacionados à essa exuberante palmeira ornamental.

Ponta das folhas marrons

Geralmente esse problema não está associado à irrigação e é causado por correntes de ar frio ou porque o ar está muito seco. Para isso, procure mover a areca bambu para um local mais isolado das correntes de ar, ou mesmo para um ambiente mais úmido.

Considere borrifar água nas folhas para aumentar a umidade. Você pode cortar as pontas marrons, mas certifique-se de não cortar o crescimento verde, pois isso fará com que o problema persista.

Folhas amareladas

O aparecimento de folhas amareladas na areca bambu é normal à medida que envelhecem e esse processo faz parte do seu ciclo natural. Nesse caso, você pode deixá-las secar e cair, ou mesmo cortá-las quando já estiverem secas.

No entanto, se nenhum broto novo aparecer, pode significar a falta de rega ou mesmo que a planta está exposta ao sol excessivo. Certifique-se de regar regularmente e, eventualmente, aplique fertilizante líquido.

Folhas viradas

As folhas torcidas da areca bambu se devem à falta de luz ou mesmo ao excesso de água. A baixa luminosidade limita o processo de fotossíntese. Dessa forma, encontre um local mais exposto à luz indireta.

Esse ambiente combinado com o excesso de água contribui para o desenvolvimento de fungos que decompõem os tecidos radiculares. Para tanto, reduza a irrigação e siga as recomendações de rega para a areca bambu.

Ácaros de aranha vermelha

Os ácaros de aranha vermelha são uma das principais pragas de insetos da areca bambu. Você pode identificá-los observando uma teia fina sobre as folhas e caules da planta, assim como a superfície manchada nas folhas.

Se a infestação já ocorreu, você pode solucionar borrifando uma mistura de água com detergente nas folhas e caules ou mesmo com a ajuda de uma esponja. Caso você perceba que a infestação está grave, leve a planta para fora e lave-a com um jato d’água duas vezes ao dia até que o problema esteja sob controle.

Cochonilha

Assim como os ácaros de aranha, a cochonilha é uma praga bastante comum na areca bambu. Esse problema aparece em forma de bolhas brancas e fofas na parte de baixo das folhas. Para resolver, você pode limpar as manchas com um pano úmido ou com um cotonete embebido na mistura de água e detergente.

Procure resolver o mais rápido possível e continue verificando as folhas regularmente, pois as cochonilhas podem ser persistentes. Também considere mover a planta para um local mais úmido, ou então umedecê-la diretamente.

Embora a areca bambu precise de cuidados apropriados, suas necessidades não são complicadas e essa exuberante planta irá recompensá-lo com anos de beleza.

Como as palmeiras ornamentais são normalmente cultivadas em ambientes internos, é importante se assegurar de que elas não causam danos aos animais domésticos, como cães e gatos. Felizmente, a areca bambu não é tóxica, o que a torna uma das melhores opções e segura para decorar a sua casa.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.