Plantas Plantas medicinais

Arruda: famosa pelos poderes energéticos e medicinais

A arruda é uma planta nativa dos países do norte do Mediterrâneo, mas atualmente é encontrado em jardins ao redor do mundo por conta de suas propriedades medicinais e “místicas” , usadas há séculos.

Ruta graveolens é o nome científico da arruda, espécie que faz parte da família Rutaceae, a mesma das frutas cítricas, como a lima (Citrus aurantifolia), o limão (C. limon) e a toranja (C. paradisi).

Conhecida pelos poderes energéticos que auxiliam em questões como nervosismo e irritabilidade, a arruda atua como purificadora e consumidora de energias densas.

Essa planta sempre foi utilizada em rituais religiosos, empregada em benzimentos, defumações e banhos para afastar energias negativas e mau olhado.

A Arruda é uma planta perene muito ramificada que possui flores amarelas e folhas arredondadas de cor verde-azuladas. O fruto é uma cápsula arredondada que abriga sementes, mas a característica mais marcante é o aroma exalado das folhas.

Quando podada a arruda adquire uma bela forma arredondada compacta, que pode ser utilizada em bordaduras e canteiros de flores. Também pode ser cultivada em vasos e jardineiras.

Benefícios e usos da Arruda

As propriedades da espécie vão além: O nome do gênero “Ruta” vem do grego RUTE, derivado de Ruesthai, que significa salvador, revela também o poder curativo da arruda, que é popularmente usada para tratar doenças nos rins, bexiga e fígado, reumatismo, gota, doenças cardíacas e até inflamação nos olhos.

A arruda é útil no tratamento de sarna humana, piolhos, assaduras, frieiras, verminoses e até problemas circulatórios como varizes e hemorroidas. Por ter em sua composição molecular substâncias que favorecem a atividade do sistema circulatório, fortalece os vasos capilares e aumenta a circulação do sangue.

Para usufruir dos benefícios da planta é necessário, porém, saber usá-la de maneira correta. O uso interno da arruda é bastante restrito e deve ser feito cuidadosamente e preferencialmente em acompanhamento de profissional capacitado, pois doses excessivas podem causar intoxicações e provocar efeitos colaterais como confusão mental, convulsões e dores no intestino.

Por possuir propriedades antiespasmódicas, pode provocar hemorragia menstrual e induzir ao aborto, não podendo ser utilizada por grávidas.

Os banhos, enxagues e compressas feitos com as folhas da planta – indicados para o tratamento de piolhos e conjuntivite; também requer muita atenção. Pode causar queimaduras em pessoas com pele sensível, alergias ou irritações, reforçando a necessidade do uso das dosagens e tratamento correto com acompanhamento profissional.

Como plantar arruda

Você pode optar por plantar a arruda de três formas diferentes. Confira cada uma delas a seguir:

Sementes

O plantio de arruda por sementes é simples e pode ser facilmente executado em casa. Para isso, basta ter em mãos um daqueles saquinhos de sementes vendidos em lojas de jardinagem e uma sementeira. No entanto, se preferir, pode fazer o plantio diretamente no canteiro definitivo.

Prefira solos férteis para o plantio da arruda, optando por uma mistura de terra comum e substrato. Faça pequenas covinhas com cerca de 0,5 cm e deposite as sementes. Cubra com pouca terra e regue. As sementes devem ser irrigadas diariamente.

Cerca de dez dias depois, já é possível acompanhar a fase de germinação. Quando as mudas alcançarem cerca de 10 cm de altura faça o transplante para o local definitivo. Lembrando que enquanto isso, a sementeira deve ficar em um local bem iluminado, mas protegido do sol forte.

Se tudo der certo, a arruda vai crescer e se desenvolver, podendo alcançar até um metro de altura.

Estaquia

Outro método comum para o plantio de arruda é o da estaquia. Aqui, basta escolher um pé de arruda adulto e saudável e cortar um de seus galhos. Escolha aqueles que tenham, pelo menos, cerca de dez centímetros. Em seguida, finque o galho no solo e regue bastante.

Em alguns dias, a nova muda já terá raízes.

Divisão

O plantio por divisão também é bem simples e pode ser feito a partir de pés de arruda grandes e bem desenvolvidos. Nesse caso, você precisa apenas escolher um ramo com raízes próprias e fazer o desbaste. Depois é só replantar esse pequeno exemplar em um vaso ou canteiro.

Como cultivar arruda

Esta planta é realmente muito versátil, visto que além de ser plantada em hortas, devido às suas propriedades fitoterápicas e condimentares, ela também é fácil de cultivar, pois se adaptada a vários ambientes, desenvolvendo-se melhor em solos ricos em matéria orgânica.

Mas não se iluda pensando que é por isso a arruda é imortal. Apesar de ser uma planta fácil de cultivar, a arruda requer cuidados específicos. Veja quais são:

Solo e vaso

A arruda tolera muito bem solos arenosos, com cascalhos e pedregulhos. Também vai bem em solos levemente ácidos, apesar de se desenvolver melhor em solos alcalinos, com PH entre 7 e 7,5.

Para o caso de plantio em vasos, é muito importante oferecer um bom sistema de drenagem para a planta. Solos muito encharcados podem facilmente comprometer a saúde e o desenvolvimento da sua arruda.

Luz e temperatura

A arruda é uma planta muito versátil no quesito luminosidade. Ela vai bem no sol e também na sombra, mas você vai perceber que ela se desenvolve muito melhor em sol pleno, isso é, recebendo mais de 6 horas de luz solar por dia.

Em locais bem iluminados, perto de janelas e portas, a arruda também vai bem. Mas nunca a deixe em locais completamente sombreados.

A arruda também aprecia o calor. Por isso, ela tende a se desenvolver melhor em ambientes com temperaturas acima dos 18º.

Rega

Quanto mais nova a arruda, mais água você vai precisar oferecer para ela. Depois, já na fase adulta, as regas podem ser mais espaçadas. No entanto, nunca deixe o solo secar demais.

E caso plante a arruda em um vaso de barro lembre-se que esse tipo de material compete pela água, podendo deixar a planta com “sede”. Se esse for seu caso, regue a arruda com mais frequência.

Adubação

A arruda não é exigente quanto a adubação. Mas você pode fortalecer e melhorar a qualidade da vida da planta oferecendo regularmente adubos orgânicos, daqueles feitos em casa, húmus de minhoca e até mesmo o NPK 10-10-10. 

Colheita

A arruda é uma planta perene, ou seja, permanece ali mesmo durante a floração e a colheita. Bem conservada, a arruda pode viver mais de dez anos.

Ao colher folhas ou galhos de arruda, escolha os galhos mais próximos da base e sempre use tesoura para cortar. Você também pode optar por colher em maior quantidade e secar as folhas, desitratando-as.

Então plante sua arruda, cuide dela com amor e então simplesmente aproveite todos os seus benefícios.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.