Flores Ornamentais

Azaléia: variedades e características dessa flor exuberante

Conhecida pelo nome científico Rhododendron, a Azaléia é uma planta muito resistente e versátil, capaz de colorir qualquer ambiente!

O nome Rhododendron vem do grego antigo para ‘rosa’ (rhódon) e ‘árvore’ (dendron).

No Brasil, a forma ‘azaléia‘ é a mais utilizada para nomear a planta; embora seja a menos correta. Deriva de azálea, termo oriundo do latim azalea criado pelo botânico, zoólogo e médico sueco, Carlos Lineu, em 1735, que, por sua vez, se origina do grego azalea (forma feminina de azaléos, azaléon que significa, ‘seco’, ‘árido’).

Existem dois tipos de Azaléias, ambas com grande apelo ornamental e muito utilizadas em jardins, varandas ou terraços: são as azaléias caducas e as azaléias perenes.

As azaléias perenes são originárias do Japão e mantêm a sua folhagem, ou grande parte dela, durante todo o inverno. Uma vez que possuem um intensa floração na primavera, são cada vez mais procuradas e apreciadas.

Já as caducas são nativas dos Estados Unidos da América, Ásia e Europa. Perdem a totalidade das suas folhas no inverno e, por isso, são bastante resistentes aos invernos mais rigorosos.

Após a queda da folha, quando a temperatura começa a subir, as azaléias caducas enchem-se de flores no topo das suas hastes e só mais tarde surge a sua folhagem. Este tipo de azaléia oferece um grande leque de cores e formas.

Cada variedade de Azaléia possui características específicas, como algumas com tamanhos que vão desde singelos arbustos de 60cm, e outras que podem chegar a uma bela árvore de 1,80m. Sua fácil hibridização faz com que apareçam novas variedades todos os anos, que também se tornam mais adaptáveis em diferentes climas

Sua floração costuma ocorrer na primavera, porém algumas variedades florescem durante o ano todo. A Azaléia possui uma diversidade de cores e formatos, específicos de cada híbrido.

Diferentes tipos de Azaléia

Existem diversos tipos de Azaléia ao redor do mundo, cada uma com suas cores, tamanhos e características específicas. Conheça 10 tipos de Azaléias que podem ser econtradas aqui no Brasil:

Azaléia Japonesa

A Azaléia Japonesa, ou Azaléia Japônica, leva esse nome por ser comum e ter origem no Japão, mas também é muito encontrada no Brasil, e é muito provável que você já a tenha visto em algum jardim pelo menos uma vez.

Sua coloração mais típica é a cor de rosa clara, mas também podem ser magenta, vermelho, laranja ou lilás. Seu porte varia entre 50 a 60cm. Elas são muito usadas em ornamentos e enfeites, e geralmente florescem ao longo do ano todo.

Azaléia Indiana

A Azaléia Indiana é conhecida por ter flores abundantes e coloridas, que sobressaltam aos olhos e chamam muito a atenção por quase não se notar a presença da folhagem. Sua coloração é muito parecida com a Japonesa, variando entre rosa claro e rosa intenso, e suas flores são grandes e bem abertas.

Essa variedade é melhor cultivada dentro de casa no inverno, e mais adequada para ser colocado ao ar livre em outras estações. O cultivo da planta deve ser no solo bem drenado ou em vasos de argila. Durante o verão, a Azaléia Indiana pode receber incidência de luz na meia sombra.

Azaléia Knap Hill

A Azaléia Knap Hill possui flores amarelas menores e bem próximas umas às outras, e são extremamente atraentes e chamam muita atenção pela sua beleza. Na primavera, ela é conhecida pela floração intensa, e no outono, pelas suas coloração amarelada antes da queda das folhas.

Essa espécie consegue ser muito resistente às baixas temperaturas, podendo resistir até mesmo ao frio de -20ºC. Ela pode variar entre 1,50 a 1,80m de altura. A Knap Hill requer uma posição bastante ensolarada, porém sempre cuidando com a incidência direta de sol.

Azaléia Lemon Lights

A Azaléia Lemon Lights leva esse nome devido à sua coloração mais esverdeada e ao formato das flores que, por serem mais arredondadadas, se assemelha a um limão visto no pé. Essas flores são excelentes para atrair insetos polinizadores, e sua floração acontece na primavera.

Seu arbusto cresce e pode chegar a ter em torno de 1,80m. Lembre-se sempre de prestar atenção na condição do solo, que influencia muito na saúde da Azaléia, especialmente quando ela está em fase de crescimento.

Azaléia Hot Shot

A Azaléia Hot Shot é conhecida por suas flores intensamente vermelhas, por isso o nome (“hot”, que significa “quente”, em tradução livre do inglês). Essa variedade é mais suscetível aos danos causados pelo inverno, por isso, atente-se à sua exposição ao frio para que suas flores e folhas não congelem – o que pode provocar a morte da planta.

O solo ideal para a Hot Shot é aquele que possui boa drenagem e não seja argiloso, para que as suas raízes recebam bastante água, sem apodrecerem.

Azaléia Fireball

A Azaléia Fireball, que possui uma coloração alaranjada intensa (assemelhando-se à uma “bola de fogo” do nome em inglês), é ideal para os iniciantes. Elas são mais resistentes ao frio e florescem tranquilamente durante a primavera.

Esta variedade, que também pode chegar a 1,80m de comprimento, precisa de pouca poda. Como seu crescimento é mais vertical, suas flores ficam sempre à vista. Seu solo deve permanecer úmido, fértil e ácido para a planta que cresça forte e saudável.

Azaléia Snow

A Azaléia Snow, que leva esse nome por ser muito semelhante à uma bola de neve, tem as flores brancas e a folhagem verde escura. Essa variedade não necessita de muita poda, mas se você quer deixá-la do formato que desejar, prefira fazer a poda após sua floração.

A Azaléia Snow é muito específica quanto ao local de plantio, por isso deve ter o solo sempre rico, ácido, úmido e bem drenado. Ela também se beneficia muito de adubagem ao redor de sua base, ideal para manter suas raízes frescas e o solo úmido.

Azaléia Mandarin Lights

As primeiras flores da Azaléia Mandarim Lights precedem a folhagem nesta variedade, e o seu perfume é uma das características mais marcantes, além de sua beleza. A Mandarin Lights fica deslumbrante quando plantada em um jardim externo.

Suas flores possuem cores alaranjadas e seu tamanho varia entre 1,20m a 1,50m de altura. Para cultivá-la, mantenha o solo uniformemente úmido e enriquecido com folhas compostadas, ou com adubo de esterco para aumentar a acidez.

Azaléia Encore autumn amethyst

As Azaléias da série Encore, como a Encore autumn amethyst, produzem flores durante toda a sua fase de crescimento, e não apenas na primavera como a maioria das azaléias. As flores cor de rosa, características da Autumn amethyst, costumam atrair borboletas, beija-flores e outros polinizadores durante toda a temporada.

Para manter o crescimento de novas flores, faça a remoção periódica das que já estão murchas ou caindo. Existem mais de 30 espécies de Azaleias Encore, e certamente uma delas irá te conquistar.

Azaléia Golden Eagle

A Azaléia Golden Eagle possui folhas verde escuras, que ficam bem coloridas no outono. Ela é conhecida por suas flores intensamente perfumadas, em formato de funil, e geralmente nas cores vermelha ou laranja amarelada – por isso o nome “golden”, do inglês, dourado.

Ela costuma florescer no final da primavera, e precisa de solo bem drenado e úmido. Na idade adulta, a Golden Eagle pode atingir 1,80m de altura.

Como cuidar da planta Azaléia

Para ter uma planta sempre bonita e colorida, são necessários alguns cuidados especiais. A Azaléia necessita de atenção especial com o solo (que deve ser ácido), com o local em que será plantada (pois depende das temperaturas para se manter saudável), com a incidência de iluminação, com a poda e rega adequados. Veja como cuidar corretamente de uma azaléia:

Local ideal

A Azaléia seja plantada em local aberto, que possua bastante ventilação e incidência de luz. Ela pode ser cultivada diretamente no solo, ou em vasos que sejam feitos, de preferência, de cerâmica, argila ou musgo.

Se você quiser plantar a sua Azaleia no inverno, ou mora em um local de clima mais frio, escolha um lugar fechado, pois isso irá garantir que a planta não sofra tanto com as baixas temperaturas. Você também pode plantá-la num vaso e assim fazer a transição para o ambiente exterior conforme a temperatura aumenta.

Iluminação

A incidência de luz mais adequada à Azaléia é a meia sombra. Durante o outono e a primavera, a planta consegue sobreviver melhor, devido à menor luminosidade direta do sol nessas épocas. Para que não aconteça uma queimadura por exposição solar no verão, é indicado que a planta fique num local mais sombreado.

Durante o período de floração, também é necessário manter a Azaléia em meia luz, atentando-se para que a exposição direta ao sol não seja excessiva.

Temperatura

A temperatura ideal para a Azaléia é entre 12 a 25ºC. Por isso, é muito importante mantê-la sempre em local bem arejado e com meia sombra, principalmente no Brasil, que costuma ter temperaturas elevadas e grande incidência de sol no verão.

Se você mora em um local mais frio, lembre-se sempre de ficar atento à luminosidade e ao aquecimento da sua muda, especialmente se estiver abaixo de 12ºC. O ideal, nesse caso, é deixar a planta em local fechado e que pegue sol.

Se preferir, plante-a em um vaso ou em um local que seja fácil o seu transporte, caso haja grande variação de temperatura onde a Azaléia está. Assim, os cuidados com a temperatura ideal para a planta serão otimizados.

Solo

Os solos mais ácidos (com pH variando de 4,5 a 6) e bem drenados são ideais para a Azaleia, que não se adapta aos tipos de solo mais viscosos e alcalinos. Caso o seu solo inicial não seja ácido, você pode fazer a manutenção com o tratamento adequado, seja colocando algum material orgânico ácido, ou mesmo utilizando fertilizantes acidificantes.

Se a Azaléia for plantada em vaso, faça a troca da terra a cada dois ou três anos, de preferência no outono ou quando as suas flores já estiverem caídas. Cuide também com a irrigação do solo, que precisa estar sempre úmido, mas não encharcado.

Rega

As plantas mais jovens necessitam de mais água para se desenvolverem. O ideal é que a irrigação aconteça a cada 7 ou 10 dias, durante o período de crescimento da Azaléia. Se a sua muda estiver plantada em vaso ou ambiente interno, o ideal é regá-la bem pouco todas as manhãs, nas suas raízes e folhas. Evite irrigá-la durante a noite para não correr o risco de desenvolver fungos.

Se possível, prefira a água da chuva como forma natural de regar sua planta. Caso more em local que tenha rios ou lagos, também opte por esta maneira de irrigação. Se for utilizar a água da torneira, deixe-a descansando por volta de 2 horas (para que o excesso de cloro seja liberado) e depois aplique na planta.

A Azaléia é uma planta que necessita do solo úmido, porém não encharcado. Caso as folhas estejam ficando secas ou amareladas, quer dizer que a planta necessita ser regada. Por isso, fique atento com a quantidade de água fornecida a cada irrigação.

Fertilização

Quando as flores de sua planta começarem a murchar no final da primavera, considere fertilizar suas Azaléias como um reforço nutricional. Adicione uma uma cobertura de composto no solo e certifique-se de espalhar alguns metros de distância do tronco da Azaléia. Use um fertilizante de liberação controlada formador de ácido para impulsionar o crescimento de sua planta e ajudá-la a sobreviver ao verão. 

Para saber quais fertilizantes são ideais para alimentar a sua Azaléia em crescimento, procure um fertilizante comercial próprio para Azaléias ou farinha de semente de algodão.  Mas não fertilize suas Azaléias antes que elas floresçam, pois o fertilizante aumentará o crescimento das folhas, mas não das flores. 

Poda

A poda da Azaléia é um cuidado muito importante para manter sua planta sempre saudável. Normalmente, a maioria das variedades de azaleias costumam ter folhas e galhos menores, e são caducifólias, ou seja, elas caem e se renovam naturalmente a cada ano.

O corte contínuo é necessário para deixar a sua folhagem exuberante. Retirar os galhos quebrados e as folhas secas, por exemplo, ajuda a prevenir o rápido envelhecimento de toda a planta. O ideal é fazer uma poda anual para estimular o crescimento de mais flores. Use uma tesoura ou instrumento de poda específico para não danificar os galhos da sua Azaléia.

Se for fazer a poda para modelagem, prefira podá-la durante o outono, ou em épocas em que a planta não esteja em floração, para não prejudicar seu crescimento nem danificar as flores.

Propagação

Basicamente, existem 4 tipos de propagação da Azaléia.

O primeiro é o método de corte, onde é cortado um pedaço de galho ainda não lignificado, ou seja, ainda jovem, e depois inseri-lo em um solo já fertilizado para que possa criar raízes e se proliferar.

O segundo método é feito por estratificação, no qual os galhos de plantas mais antigas são amarrados na sua base, com o intuito de fazer com que a Azaléia cresça mais nas raízes, para depois ela possa ser separada em vários brotos jovens.

O terceiro método é o enxerto, bem comum entre os amantes de jardinagem por funcionar com diversas plantas. Essa propagação consiste em retirar um pedaço de uma planta mais velha e amarrar ao broto da mais jovem para gerar híbridos.

E o último tipo é o da seleção de sementes, que é feita após a suas colorações ficarem marrom e cairem naturalmente da Azaléia, podendo assim ser recolhida e plantada em novo local, gerando assim novas plantas.

Toxidade

Um cuidado especial que os cultivadores da Azaléia devem ter é com a toxicidade de suas flores e folhas. Elas possuem glicosídeos (substâncias presente em algumas plantas), que são tóxicos. A ingestão dessas substâncias pode causar dilatação da pupila, vômitos, diarreia, salivação, tremedeira, arritmia e, em caso de grande quantidade ingerida, até a morte.

Por isso, fique atento e não deixe a Azaléia ao alcance de crianças e animais de estimação.

Os problemas que podem ocorrer com a Azaléia

A Azaléia está mais sujeita a clorose, que é uma condição em que as folhas não produzem clorofila suficiente. Se as folhas estiverem desbotadas ou amareladas, pode ser um sinal de clorose, e a planta pode acabar morrendo caso não seja tratada.

Por isso, é necessário estar sempre atento às cores das flores e folhas, e à quantidade de insetos na planta. Caso algum desses problemas apareça na sua Azaléia, faça o tratamento adequado do solo e use os inseticidas indicados para cada situação.

A diversidade da planta, suas cores exuberantes e sua infinidade de cores e formatos certamente vão te encantar, e uma delas com certeza será a sua preferida. Seja plantada em vasos ou bonsai em ambientes internos, seja na decoração de festas, no exterior como lindos arbustos, ou até em grandes árvores floridas, a Azaléia é uma ótima escolha para trazer beleza para sua casa.

Com essas informações e dicas, certamente ficará ainda mais fácil de cuidar de sua Azaléia para que ela fique sempre bonita e saudável!

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.