Árvores

Baobá: A árvore com o tronco mais grosso do mundo!

Originário da África, o baobá é uma das maiores e mais antigas árvores que se tem notícia. Ela é considerada a árvore com o tronco mais grosso do mundo. Na fase adulta, o diâmetro do tronco pode chegar aos 20 metros – seria preciso umas 13 pessoas de mãos dadas para abraçá-la! 

Essa planta é milenar e pode viver até 6.000 anos. Por isso, também é chamada de a árvore do tempo ou da vida. Somente a sequoia e o cedro japonês conseguem viver tanto: cerca de 4 mil anos.

No meio científico, é conhecida como Adansonia Digitata, nome que recebeu em homenagem ao pesquisador francês Michel Adanson, o primeiro a relatar a existência desse tipo de árvore. Ao todo, existem oito espécies de Baobás: seis nativas de Madagascar, uma da Austrália e uma do Senegal.

Também chamado de embondeiro, imbondeiro ou calabaceira, o baobá é a árvore nacional de Madagascar e o emblema nacional do Senegal, sendo nesse país considerada sagrada e utilizada como fonte de inspiração para lendas, poesias e ritos.

De acordo com uma dessas antigas lendas, se um morto for enterrado dentro do tronco de um Baobá, sua alma continuará viva enquanto a planta existir.

O tronco desta árvore chama a atenção, pois parece ter sido plantada de cabeça para baixo

Existem diversas curiosidades sobre essa planta. A mais marcante delas está relacionada ao seu extraordinário tronco, que tem formato encorpado na base e vai se estreitando como se fosse um cone, com grandes protuberâncias e galhos que permanecem sem folhas durante nove meses. Por isso, quando observada com atenção, a árvore parece ter sido plantada de cabeça para baixo.

O tronco é oco e resistente ao fogo e, nos meses de chuva, serve de reservatório de água – algumas espécies possuem capacidade de armazenar até 120 mil litros.

Por esse motivo, o baobá é conhecido como “árvore garrafa”. Também graças a essas peculiaridades, é comum encontrar pessoas que usem o tronco como moradia, santuários, bares, pontos de ônibus e até como prisões.

Tudo nessas plantas pode ser aproveitado. Os frutos, chamados de mukua, são ricos em vitamina C, potássio e cálcio. Sua casca é utilizada na fabricação de cordas e tecido; as folhas têm propriedades medicinais e são aproveitadas como condimento; e de suas sementes pode-se extrair um óleo rico em vitaminas A e F. Outro fato curioso com relação à planta diz respeito à sua floração que, geralmente, ocorre durante uma única noite.

Pode-se cultivar o Baobá como Bonsai

Cultivo do Baobá

O Baobá pode ser cultivado em regiões de clima Equatorial, Semi-árido, Tropical. Própria de regiões semi-áridas e litorâneas, ela tolera bem a salinidade e depois de bem estabelecida, resiste a estiagem.

Não é um tipo de planta indicado para lugares de clima frio. Pode-se cultivar o Baobá como Bonsai, mas o vaso sempre deve estar em uma área de boa incidência de sol.

A muda de Baobá tem um tempo de crescimento lento, demorando de 8 a 10 anos para seu desempenho como árvore adulta.

O Baobá não exige muito em termos de solo. Tolera solos pedregosos ou arenosos. Neste caso quanto mais drenado melhor. O excesso de matéria orgânica no solo pode acarretar no acúmulo de água que pode causar o apodrecimento das raízes e a propagação de fungos.

Deve ser cultivado em sol pleno. Pode-se fazer a poda somente para intervir num crescimento compacto e trazer a árvore na forma desejada. Nos meses de inverno corte os ramos individuais, enquanto as folhas podem ser podadas no verão.

Publicidade

banner

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.