Ornamentais

Barba de velho: Tillandsia usneoides

Tillandsia usneoides, mais conhecida no Brasil como Barba de velho, é uma bromélia, pertencente à família Bromeliaceae, nativa das América do Norte e do Sul. É também muito utilizada em arranjos florais e decoração de ambientes.

Trata-se de uma air plant (planta do ar), que retira os nutrientes e a água da atmosfera. São plantas que não precisam de substrato para se reproduzirem e desenvolverem.

A Barba de velho cresce de um modo epífito sob a copa das árvores, mas não é parasita, ela não lhes suga a seiva, apenas usa os ramos para se fixar. O único dano que pode causar á árvore é quebrar algum galho devido ao seu peso.

Possui folhas finas e alongadas formando fios com pontas recurvadas, de tonalidade acinzentada e verde claro. São cobertas com uma espécie de escamas (tricomas) com capacidade de reter água e nutrientes do ar. Com o tempo formam longos tufos de aspecto emaranhado, que com condições ambientais boas podem chegar ate 6 metros de comprimento.

O florescimento da Tillandsia usneoides é muito raro. As suas flores são muito pequenas, praticamente impercetíveis. Têm tonalidade esverdeada e exalam uma suave fragrância durante a noite. 

Quanto polinizadas geram frutos, cápsulas de 2,5 cm de comprimento, de formato cilíndrico, que amadurecem, se abrindo e liberando as sementes. 

Cuidados com a Barba de velho

Condições favoráveis de cultivo: O melhor ambiente para  criar uma Barba de velho é ao ar livre, sob a sombra fresca de uma árvore. Ela gosta de locais úmidos com luz solar filtrada e ambientes pouco poluídos. Basicamente são as condições que simulam o seu habitat natural. 

Devem ser evitados os ambientes quentes, com luz solar direta ou secos demais. As barbas de velho toleram o sol pleno em climas mais úmidos, nos climas áridos devem ser protegidas.

É capaz de sobreviver em várias amplitudes térmicas, mas é sensível á geada. A temperatura ideal de manutenção é entre 32 °C e 10 °C.

É possível cultivá-la dentro de casa, mas precisará de um lugar bem arejado e bem iluminado sem sol direto. Como não precisa de substrato para crescer, pode ser colocada em cima de arames, madeira ou outro elemento decorativo. O único ponto de atenção em relação ao material de apoio é que convém ter alguma resistência á umidade. 

Manutenção da Tillandsia usneoides: É uma planta bastante independente e de fácil cultivo, dado que retira água e nutrientes do ar. Para a mantê-la saudável e bonita, basta pendurar os tufos e borrifá-los regularmente, preferencialmente com água da chuva, ou água potável sem cloro.

O ideal é que a rega seja feita três vezes por semana, esta frequência varia conforme a estação e o ambiente onde se encontra. Na época quente e seca a pulverização deve ser mais intensa. Uma dica é observar a sua tonalidade, quando ela apresenta um aspeto mais esbranquiçado, é porque está precisando ser molhada. Durante a época fria hidrate-a no inicio do dia, de noite a Tillandsia usneoides demora mais tempo a secar.

Dentro de casa é necessário ter mais atenção ás regas, principalmente em ambientes aquecidos. Depois de molhar a planta, sacuda-a de modo a que ela não fique com água acumulada e esta possa potencializar algum foco de podridão. 

Adubação: A Tillandsia consegue retirar nutrientes do ar, mas poderá melhorar o seu crescimento com a administração de um adubo liquido diluído em água sobre a folhagem. Mas atenção, a diluição deve ser inferior á concentração sugerida pelo fabricante, 1/3 é suficiente e com intervalos superiores a mês entre aplicações. As folhas desta bromélia absorvem os nutrientes de forma muito mais acentuada comparativamente a outras plantas, por possuírem uma permeabilidade incomum.

Multiplicação da Tillandsia usneoides: A propagação desta planta do ar faz-se por semente e por fragmentos da própria planta. Na natureza a multiplicação desta espécie de bromélia é feita pelo vento e pelas aves, que a utilizam como material na construção do ninho.

Em casa podemos multiplicar a barba de velho, separando pequenos fragmentos de caule e prenda-os a uma outra base. Qualquer pedacinho gera um nono tufo. 

A semente é minúscula e difícil de conseguir em nossas casas, já que esta Tillandsia só floresce em condições ótimas. Quando a floração acontece e as flores são polinizadas, dão origem a sementinhas com aspeto de “pelinho”. Na natureza essa semente pode ficar enroscada na própria planta, germinar ai mesmo e contribuir para o aumento da planta mãe. Outras semente são levadas pelo vento, grudam noutras árvores e formam novas touceiras. 

Uso paisagístico: A barba de velho está entre as principais tendências na área do paisagismo. Ela embeleza qualquer canto do jardim com o seu aspecto incomum e exótico. Debaixo da copa das árvores ela forma lindas cascatas que lembram belas cortinas rendadas. Nos jardins verticais ela preenche os espaços entre outras plantas de uma forma sutil e delicada.

Curiosidades da Tillandsia usneoides: Esta bromélia é uma planta bioindicadora da qualidade do ar. Ela absorve os metais pesados do ar e posteriormente é analisada com a finalidade de identificar as substancias poluidoras.

O nome barba de velho é-lhe atribuído popularmente pelo fato desta lembrar as barbas grandes e grisalhas de um idoso.

Nomes populares: Barba de velho, Barba de pau, cabelo de velho, cabelo de anjo, musgo espanhol, barba de bode, cravo do mato, entre outros.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.