Cactos

Brasiliopuntia brasiliensis: como cuidar do cacto pé de mamão

Da mesma família dos cactos, Brasiliopuntia é um gênero de plantas que contém uma única espécie: a Brasiliopuntia brasiliensis, conhecido popularmente por cacto pé de mamão.

Originária do Brasil, a árvore pode chegar aos 16 m de altura ao longo de seu ciclo de vida perene e de rápido crescimento. O ideal é você plantar esse cacto entre agosto e outubro.

O tronco é cilíndrico, com casca cinza esverdeada recoberto de espinhos com 3 a 5,5 cm de comprimento.

Possui artículos delgados (Ramos modificados) de tonalidade verde brilhante. À medida que crescem eles vão modificando a estrutura e dão origem a um caule robusto.

A floração surge depois do cacto atingir a maturidade. As flores despontam nas bordas dos artículos e exibem uma linda tonalidade amarela brilhante.

Os frutos que se seguem são comestíveis e nutricionalmente ricos. Têm formato globoso ou oblongo e podem medir de 2 a 6 cm de comprimento por 2 a 3,5 cm de largura.

Recomenda-se o uso de luvas no seu manuseio e limpeza porque o fruto é recoberto de espinhos finos, quase imperceptíveis mas que podem incomodar. Estes removem-se com ajuda de uma escova de cerdas duras ou passam-se rapidamente pelo fogo.

Dentro da espécie temos variedades com frutos amarelos, vermelhos, roxos ou rubra, estes últimos quase não tem espinhos.  

No geral, a espécie não requer muita manutenção e pode ser usada como planta isolada em destaque, e também como cerca-viva.

Cuidados com o cacto pé de mamão

Luz: No seu habitat natural o Brasiliopuntia brasiliensis cresce em clima quente e em sol pleno, mas têm a capacidade de se adaptar a diversos ambientes, desde que receba luminosidade suficiente.

Clima: A temperatura ideal de crescimento situa-se entre os 19º e os 35º, contudo resiste a temperaturas mais baixas, suportando invernos frios, com  temperaturas abaixo de 0º, desde que não seja exposto a geadas prolongadas.

Solo: Esse cacto necessita de um solo com excelente drenagem, que seja bastante fundo, que tenha um pH levemente alcalino e que seja arenoso. É importante que o solo tenha bastante nutrientes para nutrir o seu cacto.

SHOPPE.COM.BR
SHOPPE.COM.BR

Se você plantar esse cacto em um vaso, o ideal é que seja um vaso grande e que use de substrato areia grossa, terra vegetal e húmus de minhoca. É importante também colocar uma camada de pedras de brita no fundo do vaso.

Rega: O Brasiliopuntia brasiliensis é muito tolerante à seca, não necessita de muita água para sobreviver. À semelhança de outras suculentas, evite o encharcamento. O ideal é deixar secar o substrato entre as regas. As plantas jovens são as que requerem mais atenção, as adultas sobrevivem a largos períodos sem água. 

Poda: Convém remover partes danificadas ou secas. A poda condutora não é essencial, mas pode favorecer um crescimento uniforme favorável à distribuição e a colheita dos frutos. Eliminar os ramos basais ao longo do troco e os que se dirigem ao centro da copa é uma prática comum, possibilita dar uma forma estética de arvoreta à planta, proporciona uma melhor aeração e facilita a manutenção.

SHOPPE.COM.BR

Multiplicação: Propaga-se por estaquia dos artículos. Depois de cortar a seção pretendida deixa-se cicatrizar por um ou dois dias (conforme as condições climatéricas), de modo a cicatrizar os tecidos e impedir a entrada de microrganismos nocivos. 

Planta-a num substrato leve com características porosas. É conveniente deixar o vaso em local meio sombreado por alguns dias até a planta se restabelecer.

Também é possível obter novas mudas através da sementeira, porém o processo é mais lento, geralmente a germinação demora uma média de 40 a 60 dias.

As mudas reproduzidas por estaca podem frutificar após 2 a 3 anos, já as mudas obtidas por semente frutificam após 5 a 6 anos.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.