Cactos Plantas

Cacto Bola: Echinocactus grusonii

Echinocactus grusonii, mais conhecido como Cacto Bola é um cacto resistente e elegante de crescimento lento. Pertence à família cacateaceae e é originário do México.

Na gíria popular é denominado pelo divertido nome de banco da sogra ou poltrona de sogra. Têm forma de bola e apresenta numerosas nervuras cobertas de belos espinhos amarelos duros e afiados. Bem tratado o cacto bola pode atingir um metro de largura.
Após longos anos (geralmente acima de 20 anos), poderão surgir no Verão, pequenas flores amarelas ao redor da coroa do cacto.

Em paisagismo geralmente é usada em grupos formando conjuntos em jardins rupestres ou rochosos; como também cultivada em vasos largos e rasos; com pedriscos, tanto para interiores como também para exteriores.

Como cuidar do cacto bola – Echinocactus grusonii

  •  Luz: Necessita de muita luz e aguenta perfeitamente o sol direto e intenso. Vá girando periodicamente o seu cacto de modo a que ele receba sol de uma maneira equilibrada. Caso contrário o lado que recebe mais sombra vai encolhendo gradualmente e a aparência do cacto fica desuniforme.
  •  Temperatura: O cacto bola aguenta grandes discrepâncias de temperaturas, seja de calor intenso, ou frio acentuado.
  •  Regas: Durante a época de crescimento, Primavera-Verão, a rega deve ser moderada e muito escassa no Inverno. A sua grande capacidade de armazenamento de água permite-lhe aguentar longos períodos sem regas.
  •  Solo:  É recomendado um composto especifico para cactos, com uma boa proporção de areia, de modo a facilitar a drenagem. Convém cobrir a superfície da terra do vaso com uma camada de cascalho de modo a prevenir que a base do cacto apodreça em contacto com a humidade.
  •  Transplante: Pelo facto do cacto bola  apresentar um crescimento lento, não precisa de transplantes vastos. Apenas deve ser mudado quando tiver um tamanho excessivo, para um vaso ligeiramente maior. Ao escolher o vaso, dê preferência ao barro.
  •  Fertilização: O cacto bola não é exigente e geralmente não apresenta sintomas de falta de nutrição, contudo poderá auxiliar o seu crescimento administrando um adubo indicado a cactos, quinzenalmente na Primavera e Verão.
  •  Pragas e doenças: Em condições de temperatura elevada associada a humidade ambiental alta, pode surgir o ataque de cochonilha.
  •  Multiplicação: O método mais usual de propagação é por via da sementeira. Esta deve ser feita em condições de temperatura e humidade controladas. A melhor época é a Primavera, o ambiente deve ser quente e ligeiramente húmido. Dependo das condições as novas plantas poderão surgir ao fim de 10 a 30 dias. Nesta espécie é raro a planta dar rebentos, mas quando acontece surgem na base e são a maneira mais eficiente de multiplicar a planta. Retire o pequeno “filhote” com cuidado, os picos da planta mãe são muito afiados e agressivos.

Curiosidades sobre o Cacto bola

O Echinocactus grusonii é um dos cactos de espinhos mais populares e mais apreciados, um facto que o leva a ser considerado em de risco de extinção na natureza.
É considerado um monumento vivo, já que consegue viver algumas centenas de anos, chegando a passar de geração em geração.

Portanto já sabe, se quer uma planta para a vida, adote um  Echinocactus grusonii.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.