Suculentas

Cacto Candelabro: uma suculenta com nome e cara de cacto

Euphorbia ingens, popularmente conhecido como Cacto Candelabro, é uma planta muito utilizada na decoração, devido ao seu aspecto elegante e requintado.

Apesar do estilo clássico de planta do deserto, o Cacto Candelabro é, na verdade, uma suculenta. Isso porque a planta pertence à família das Euphorbiaceae, sendo nativa da África do Sul e habituada a climas semiáridos e tropicais. Por esse motivo, a espécie se adaptou muito bem ao clima brasileiro, sobretudo na região Nordeste, onde também atua como cerca viva.

As subdivisões do seu caule, deram origem ao nome, pelo aspecto ramificado de candelabro. Fica muito bem em jardins de pedras, isolado ou com outras suculentas e cactáceas.

Em seu habitat ele se desenvolve naturalmente podendo atingir alturas de 2 m ou mais. Ele cresce de forma colunar e seus brotos são triangulares.

Nas bordas existem folhas que crescem diagonalmente para cima, assim como espinhos que geralmente aparecem em duplas. Em cultivos com pouca luminosidade e sem os padrões ambientais adequados, suas flores não aparecem. Todavia, em sua terra natal produz pequenas flores brancas ou amareladas.

Cuidados

Um local luminoso e quente é ideal para o Cacto Candelabro, de preferência como o máximo de sol possível. Contudo se sua planta é jovem faça a adaptação aos poucos para o sol forte.

Um local luminoso e quente é ideal para o Cacto Candelabro, de preferência como o máximo de sol possível. Contudo se sua planta é jovem faça a adaptação aos poucos para o sol forte.

Para que essa planta se desenvolva de maneira ideal, ela precisa de um substrato bem drenado e rico em matéria orgânica. O substrato para cacto pronto, por exemplo, é muito adequado, desde que seja rico em nutrientes. Alternativamente, você pode preparar em casa solo de alta qualidade que pode conter misturas com argila expandida, areia, carvão ativado ou perlita.

Raramente precisa ser replantado, pois o Cacto Candelabro não cresce muito rapidamente. Isso deve acontecer a cada três ou quatro anos, em média. A época ideal para o replantio é o início da primavera, após o descanso do inverno.

A necessidade de água é extremamente baixa; assim como a maioria das suculentas tem muito mais probabilidade de lidar com a seca do que com a umidade. Quando se trata de aguar, menos é mais! Regue com moderação e apenas quando a camada superior do solo no vaso estiver seca. Ainda assim, no período do inverno, a rega já contida, deve ser reduzida novamente.

Para adubar, prefira os meses de setembro a maio, com o cuidado de oferecer apenas a metade da quantidade indicada pelo fabricante.

Deve-se ter cuidado com crianças pequenas e animais de estimação pois além de espinhos esta planta tem a seiva tóxica.

Como fazer muda de Cacto Candelabro

O plantio do cacto-candelabro é feito por mudas e esse processo é extremamente simples, mesmo que o seu crescimento seja lento. Para produzir mudas, é necessário seguir o seguinte passo a passo:

  • Com a planta adulta em mãos, selecione os brotos que devem ser destacados para virarem mudas;
  • Em seguida, com a ajuda de um papel toalha, seque o leite das mudas e, logo depois, polvilhe um pouco de canela em pó na cicatriz, tanto da planta quando da muda;
  • Na sequência, deixe as mudas descansando, em um local fresco, por mais ou menos um dia e meio;
  • Por fim, plante-as em um substrato composto de areia de construção, terra comum e húmus vegetal.

Além disso, é necessário que a mudinha receba água duas vezes por semana, nas primeiras semanas de vida, até que “pegue” totalmente. Por fim, com os cuidados adequados e espaço suficiente, o Cacto Candelabro poderá crescer e se desenvolver saudável.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.