Cactos Plantas

Cacto Samambaia: ideal para quem não dispõe de ambientes muito ensolarados

O cacto samambaia faz parte de um interessante grupo de cactáceas que apresentam um hábito epífito de vida, ou seja, elas se desenvolvem sobre outras plantas, geralmente aderidas aos troncos das árvores.

A espécie Selenicereus validus, mais conhecido como cacto samambaia, é um cacto ornamental com flores e hastes que se ramificam na base. Os caules são pendentes, em forma de corda, até 40 cm de comprimento, até 3 cm de diâmetro com espinhos muito finos cobrindo o exterior, caules em cascata em forma de cachoeira.

 É originária de regiões mais áridas, porém sombreadas, ao sul do México. Sendo assim, os cactos pendentes, que vivem como plantas epífitas, não necessitam de longas horas de exposição à luz direta do sol, para que possam sobreviver e se desenvolver a contento. Em seus habitats de origem, estas plantas costumam estar parcialmente protegidas sob a meia sombra produzida pelas copas das árvores.

A floração noturna abre na escuridão total e permanece aberta até o final da manhã. As flores têm até 22 cm de comprimento, brancas e douradas, florescendo desde o início até o final da primavera, dependendo da sua localização.

Mesmo sem flores, o efeito ornamental de uma touceira bem formada de cacto samambaia é espetacular. Como ele se ramifica com facilidade, o vaso fica cheio rapidamente. Além disso, o charme dos caules pendentes é potencializado pelos diversos segmentos que vão surgindo, por todos os lados, tornando a planta muito maior, em termos de largura e comprimento. Estas estruturas também são úteis na propagação do Selenicereus validus.

Como cultivar e manter o Selenicereus validus:

Cuidar de cactos, de uma forma generalizada é sempre mais fácil do que cuidar de outros tipos de plantas ornamentais, principalmente por que não é necessário fazer muitas podas, e o cacto samambaia gosta de sol, mas ao contrário de seus parentes que gostam de torrar sob o sol pleno, a luminosidade requerida por ele é bem menor.

Esta planta aprecia um ambiente de meia sombra, com algumas horas de sol pela manhã ou no final da tarde. É uma condição semelhante àquela requerida pela maioria das orquídeas, em que há bastante luz, mas incidindo de forma filtrada ou indireta.

Outro ponto positivo dessa espécie é que por ser uma planta Cactaceae, não exige rega diária, pelo contrário, o fato de não ficar por tempo prolongado ao sol, o substrato, ou seja, a terra fica por mais tempo úmida, o que dispensa a rega frequente.

De acordo com os especialistas em jardinagem e botânica, o ponto certo para regar seu cacto samambaia florido, é exatamente quando ao tocar a terra em que ele está sentir que não existe mais umidade, está na hora de regar.

Outro indício que já está no momento da rega é quando começam a aparecer as raízes aéreas, ou seja, vários fios da raiz que saem do solo em busca da umidade do ar, podemos resumir os cuidados em:

  • Não expor tempo prolongado ao sol.
  • Somente regar quando a terra estiver seca.
  • Manter em lugar arejado.
  • Ter a planta em um vaso suspenso.
  • Fazer adubação ou troca da terra do vaso ao menos 1 vez ao ano.

cacto samambaia é o tipo de planta mais do que indicada para pessoas que não possuem muita habilidade com plantas ou não têm tempo para dedicar-se, e mesmo assim desejam ter um ambiente com plantas verdadeiras em casa, exatamente pela facilidade em cuidar.

Como plantar este tipo de cacto?

A forma de como plantar cacto samambaia, é muito simples, e pode ser feita com o replantio da muda que se compra em qualquer casa de jardinagem, ou pode ser feito usando uma das raízes aéreas que surgem da que já tem em casa.

Um detalhe é que, quando essas raízes aéreas se deparam com outros tipos de plantas, ela pode se agregar naturalmente e desse encontro surgir um broto de seu cacto samambaia, pois eles são de fácil proliferação.

  • A preparação do vaso onde será depositado a muda já desenvolvida ou o broto é o seguinte:
  • Escolha um vaso médio.
  • Forre com pedrinhas e areia grossa para uma melhor drenagem da água.
  • Coloque terra orgânica misturada a húmus de minhoca.
  • Cubra completamente a raiz da muda ou a base do broto com essa mistura de terra e húmus.

Pronto, depois é só colocar algumas pedrinhas na superfície de seu vaso com o cacto samambaia flor, como acabamento e deixar que a natureza faça a parte dela.

Pragas e doenças

Eles podem ser atacados por cochonilhas e aranha ácaros no verão e por fungos se a rega é excessiva.

Como fazer mudas de cacto samambaia?

Eles são propagados a partir de sementes obtidas de seus frutos e semeadas na primavera e por estacas de caule ao mesmo tempo.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.