Flores

Camélia: espécie que vai encher de vida e cor o seu jardim

A camélia é um dos arbustos mais populares ao longo do ano, devido principalmente às suas flores chamativas e à sua folhagem verde brilhante.

Denominada cientificamente Camellia, este gênero possui mais de 80 espécies que são originárias do sudeste da Ásia, mais precisamente da Índia, do Japão e da China.

A camélia é uma planta de crescimento lento que, de acordo com a variedade, pode alcançar chegar a 1,80 metro de altura quando plantada em vasos e a 2,5 metros de altura se plantada no solo.

Se há algo, para além das suas flores espetaculares, que é característico deste arbusto é a sua folhagem.

A camélia é uma planta perene, ou seja, as suas folhas mantêm-se durante todo o ano, mesmo na época de seca. Estas folhas têm forma oval, são consistentes e têm uma tonalidade verde-escura muito chamativa.

Outra característica importante deste gênero de plantas e uma das principais razões de sua popularidade é a floração de inverno, um processo que dura até a primavera.

A camélia desenvolve flores de tamanho grande e de diversas tonalidades, desde o clássico branco ou cor de rosa até ao vermelho ou o amarelo.

Além da ampla variedade cromática, a floração também pode ser de diversos tamanhos e formas, compostas ou simples, dependendo da espécie.

As simples têm pétalas com estames à vista, no entanto, nas compostas os estames estão ocultos (a pétala ocupa toda a flor).

Este arbusto tem porte vertical, com forma arredondada ou piramidal (aqui entra o processo de poda).

Espécies de camélia mais populares

Como mencionado anteriormente, o género das camélias possui um amplo número de espécies, tendo todas e cada uma delas um aspecto muito belo.

No entanto, apesar desta grande quantidade de plantas, nem todas disfrutam da mesma popularidade.

As camélias mais cultivadas hoje em dia são a Japonica e a espécie Sasanqua:

  • Camellia japonica: a mais conhecida e originária da Ásia (Japão, Coreia e China). Este arbusto floresce no início da primavera e desenvolve folhas e flores de grande tamanho. É a mais cultivada nos jardins particulares (principalmente pela sua manutenção simples).
  • Camellia Sasanqua: camélia nativa do sul do Japão, cresce em altitudes elevadas (900 metros acima do nível do mar) e costuma alcançar uma altura de aproximadamente 5 metros. As suas folhas são largas e elípticas, com margem serrada. As suas flores têm de 5 a 8 pétalas de cor branca ou cor de rosa escuro e aparecem antes das flores da espécie anterior.

Como cuidar de camélias

A camélia é um arbusto de crescimento lento e vida longa quando se lhe proporcionam os cuidados adequados. Ao cultiva-la, deve-se ter em conta uma série de aspetos, sobretudo se queremos uma espetacular floração e um bom desenvolvimento.

Localização: melhor em meia sombra

A camélia cresce melhor em lugares à sombra ou ao abrigo de árvores mais altas. Necessita de bastante luz, mas nunca de forma direta. Além disso, também se deve resguardar do vento.

Ainda que às vezes nos esquecemos, o espaço disponível também é importante.

A camélia pode chegar a ser um arbusto bastante grande (dependendo da espécie) pelo que, se queremos que cresça em todo o seu esplendor, é melhor localizá-la numa zona espaçosa em que cresça livremente.

Se decidiu plantar a camélia dentro de casa, coloque-a numa divisão luminosa e úmida, longe de fontes de aquecimento.

Clima

A planta se adapta melhor a climas amenos, variando de 10° a 20 °C, e pode ser mais sensível a temperaturas elevadas. O cultivo da espécie deve ser feito em regiões mais frias e com incidência de frio durante a noite, o que ajuda para que a planta tenha bom florescimento.

Solo

Para o plantio das camélias, é necessário que o solo seja rico em matéria orgânica. Em vasos, a recomendação de solo é de uma mistura de 2 partes de terra comum, 1 parte de terra vegetal e outra parte de composto orgânico (se preferir, pode usar húmus de minhoca).

Mais regas no verão

A quantidade de água fornecida deve ser maior na época de mais calor, o verão. Durante esta temporada, devemos regar a nossa camélia de forma constante, evitando sempre o encharcamento.

Evite os períodos de seca prolongados e mantenha a terra úmida durante a floração para os botões da flor abrirem adequadamente. Use água da chuva ou neutra.

No inverno, diminua as regas.

Adubação a partir de março

As camélias devem ser adubadas a partir de março até junho com um fertilizante que contenha grandes quantidades de nitrogénio e entre junho e setembro com um fertilizante que tenha menos quantidade deste elemento.

Poda da camélia

Dado que este arbusto é de crescimento lento, não necessita de grandes podas. no entanto, pode sempre retirar as partes que se encontrem em mau estado, débeis ou mortas.

Também se pode levar a cabo uma poda de formação com o objetivo de dar-lhe o aspecto que queiramos. Neste caso, deve-se fazer quando tiver acabado a sua floração e antes que apareçam os novos rebentos.

Pragas e doenças

Quanto as pragas, os especialistas colocam as camélias na lista das flores mais resistentes, mas sempre há condições adversas.

As pragas mais comuns são formigas, pulgão e cochonilas com costumeiro ataque a folhas novas.

Fungos são comuns com excesso de regagem, por isso é importante manter o ritmo de apenas deixar o terreno úmido, não mais que isso.

Uma dica simples para evitar as pragas é fazer um chá de arruda e borrifar nas folhas uma vez ao dia. Uma receita simples e evita usar pesticidas, não indicados porque alteram a saúde da planta.

Reprodução das camélias

A reprodução dessas plantas acontece por sementes ou por estacas retiradas das pontas dos ramos das plantas já adultas e sadias.

Corte um pequeno pedaço de um galho depois do início de brotamento. Coloque a estaca em um pequeno pote contendo água destilada, a quantidade deve cobrir a área que foi cortada, evitando assim, ressecamento da sua muda de camélia.

Após fazer a estaquia da camélia, você deverá esperar cerca de seis meses para ela se enraizar. Durante esse período, se lembre de fazer regas diárias e o vaso deverá ficar em um local com sombra.

Produtos que podem te interessar…

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.