Flores Hortaliças Plantas medicinais

Capuchinha: planta ornamental, medicinal e comestível

Tropaeolum majus, mais conhecida como capuchinha, é uma espécie que pode ser encontrada no Brasil e em outros países da América Latina, como Peru e Colômbia.

Trazida para a Europa pelos exploradores espanhóis no século XVII, rapidamente se popularizou, sendo vendida e cultivada em quase todo o mundo tanto por sua beleza quanto por seu valor medicinal e nutricional.

Pode ser plantada em vasos e jardineiras, assim como em maciços e canteiros e não raramente presta-se como forração. Se conduzida em suporte adequado, torna-se uma bela trepadeira.

Suas folhas são bastante arredondas e sem brilho. As flores podem ser simples ou dobradas de coloração amarela, laranja ou vermelha.

Não bastando, a capuchinha ainda é uma PANC: com exceção das raízes, seus caules, folhas, flores e até sementes são comestíveis. Seus caules e pecíolos podem ser consumidos cozidos, refogados ou na preparação de bolinhos.

Suas folhas e flores possuem sabor fresco e picante, parecido com rúcula ou agrião, sendo consumidas, comumente, em saladas, mas podem ser utilizadas em patês, massas verdes, pizzas, pães e risotos.

As flores são extremamente valorizadas uma vez que, além do sabor, são também utilizadas na ornamentação dos pratos.

Seus frutos e sementes podem ser preparados em conserva, consumidos como alcaparras, e as sementes, se torradas e moídas, substituem a pimenta-do-reino. 

Há inúmeras vantagens em cultivá-la: funcionam bem como flor decorativa em jardins, são ótimas opções de plantas companheiras em hortas – principalmente para tomates e pepino.

Veja a seguir como plantar a capuchinha:

Solo e plantio por sementes

A capuchinha se adapta bem a diferentes tipos de solo, mas se desenvolve melhor nos que são bem drenados, profundos e ricos em nutrientes, com matéria orgânica.

Para plantio feito em vasos, faça a camada de drenagem com brita ou argila expandida no fundo do recipiente. É algo simples que garante que a água escoe com mais facilidade, sem prejudicar ou apodrecer raízes.

Nos casos em que o plantio é feito por sementes, recomenda-se o uso de um bom substrato, que deve ser colocado após a camada de drenagem, até aproximadamente a borda do vaso.

Em vasos pequenos, o número aproximado de sementes colocadas é de 3 a 4, com espaçamento de 2 a 3 centímetros entre elas. Dessa forma, todas têm espaço para se desenvolver sem competir por nutrientes.

As sementes de capuchinha devem ser cobertas com uma fina camada de substrato. Como elas precisam crescer “perfurando” o solo, fique atenta(o) à profundidade indicada para semeadura, que não deve ultrapassar meio (0,5) centímetro.

Germinação e cuidados

A germinação levará em média de 10 a 21 dias para acontecer. O ciclo completo leva entre 90 a 110 dias, podendo se estender, dependendo das condições climáticas da região.

Se o plantio foi feito em sementeiras, depois que a capuchinha se desenvolver, faça o transplante das mudas para os vasos ou canteiros. Se todas as sementes germinarem e crescerem, mantenha a mais firme no vaso de origem e transplante as outras para outros recipientes.

Luminosidade e clima

A capuchinha se adapta a todos os tipos de climas.

Regas

Se o plantio foi feito à partir da semente da flor, borrife água sempre que o substrato secar. Indicamos o uso do borrifador para evitar que a planta fique encharcada.

Plantio e floração

A capuchinha é cultivada durante todo o ano, mas os meses com temperaturas mais quentes são melhores, como em outubro. Já a floração ocorre na primavera e no verão.

Propriedades Medicinais do Capuchinho

É considerada medicinal, com vários usos terapêuticos, como antibiótica, expectorante, digestiva, antisséptica, diurética e cicatrizante de feridas.

A capuchinha está repleta de princípios ativos benéficos, tais como vitamina C, flavonoides, ácidos graxos, oxalatos, óleos essenciais, pigmentos, substâncias bactericidas, ferro, iodo, cálcio, enxofre, potássio, frutose e glicose.

Combate a retenção de líquidos, infecções urinárias, algumas alergias de pele e problemas digestivos. Ajuda a cicatrizar feridas e aliviar a caspa.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.