Folhagem

Cróton: conheça 6 diferentes tipos dessa planta para decorar sua casa ou jardim

O cróton, é uma planta ornamental também conhecida como folha-imperial, que está entre as plantas mais versáteis para cultivar dentro de casa e no jardim. Como há tantas variedades impressionantes a coisa mais difícil será escolher a sua planta favorita!

Grande grupo de plantas semi-lenhosas, o croton (Codiaeum variegatum) pertence à família Euphorbiaceae. Nativas da Índia e Ilhas do Pacífico, essas plantas vigorosas crescem rapidamente em boas condições (ou seja, com muita luz e solo úmido). Sem poda, os crótons podem crescer até 03 metros de altura em apenas alguns anos.  

Conheça 6 tipos de cróton 

Existem diferentes tipos de cróton para decorar sua casa ou jardim. Cada um deles possui uma característica marcante: como formato das folhas, tonalidade das plantas cróton e até mesmo nos cuidados necessários para deixar a planta ainda mais bonita na decoração.  

Abaixo os 6 principais tipos de cróton para investir e decorar cada cantinho da sua casa com muito charme! 

Cróton petra 

O cróton petra é a espécie mais usada em vasos de plantas dentro de casa. Ele possui folhas ovais grandes, bem coloridas e chamativas com tonalidades que variam entre verde, amarelo e laranja.

Com os cuidados certos, a cróton petra também pode florir. Suas flores são brancas e amarelas e costumam florescer na primavera. 

Cróton brasileirinho

O cróton brasileirinho é chamado assim por sua mistura de cores com folhas verdes brilhantes, cheias de manchinhas amarelas que lembram as cores da nossa pátria. 

No entanto, a seiva do cróton brasileirinho é tóxica. Então é preciso tomar cuidado para não entrar em contato com a pele. Prefira plantá-la no jardim, assim você evita o contato e pode ter arbustos altos e lindos para decorar o local. 

Cróton amarelo

O cróton amarelo é conhecido pelas folhas vibrantes e brilhantes em diferentes formatos e tamanhos: podem ser afiladas, lobadas ou ovaladas. 

Dica: vale a pena formar cercas vivas lindas e alegres com o cróton amarelo no jardim. 

Cróton americano

O cróton americano tem cores lindas e marcantes, mas precisa ficar na meia sombra para sobreviver e continuar com as folhas em tons vibrantes. Um cantinho próximo a uma janela iluminada, é o local perfeito para decorar com o cróton americano.  

Cróton gingha

O que diferencia o cróton gingha dos demais é o formato de suas folhas: mais finas e retorcidas. Além disso, ele precisa de luz direta para crescer saudável e com suas cores vibrantes, então escolha um local com cuidado que garanta uma boa iluminação.

Cróton Picasso

O croton picasso ganhou esse nome por conta de suas folhas, que parecem as pinceladas do famoso pintor. As cores variam entre verde, vermelho e amarelo, o que ajuda ainda mais na similaridade da planta com o artista. É como ter uma obra de arte em casa! 

Como cuidar de cróton e mantê-lo saudável

O cróton vem de locais mais quentes, com ar mais úmido. Por isso, no Brasil, ele adapta-se bem em quase todas as regiões, com exceções daquelas com invernos muito frios, com temperaturas de menos de 10 oC.
Nestes locais, recomenda-se seu cultivo em vasos, que serão colocados em locais protegido durante a estação fria.

Não há restrições quanto ao tipo de solo, a não ser que seja uma planta que aprecia solos com pH mais ácido.
No seu plantio recomenda-se uma mistura de composto orgânico e adubo granulado NPK 10-10-10, cerca de 100 gramas por muda, seja em canteiro ou vaso. Evite colocar húmus de minhoca ou o granulado que contenha cálcio (Ca).

Para plantar, fazer um buraco maior que o torrão. Descompactar o fundo e as paredes, para facilitar o crescimento das raízes.
Colocar parte da mistura no fundo, acomodar o torrão e preencher as laterais.
A terra que foi retirada é recolocada por cima.
Se necessário, usar um tutor para manter a muda ereta. Regar a seguir.

.

Cuidados gerais: adubação, regas e poda

A reposição de nutrientes para mudas em canteiro é de duas vezes ao ano, no inverno ou estação das chuvas e no final do verão.
Usar a mesma mistura de plantio, quando usará 50g do mesmo granulado misturado a 500 g de composto orgânico, colocando ao redor da muda, evitando tocar no tronco. Regar a seguir.

Para mudas envasadas, poderá adubar 4 vezes ao ano, dissolvendo uma colher de sopa de granulado NPK 10-10-10 em 2 litros de água, colocando cerca de 2 copos do tipo americano ao redor do substrato previamente umedecido.
Trocar a muda de vaso para um recipiente maior a cada 2 anos, sempre na primavera.

As regas são fundamentais para esta planta.
Se regar demais, definhará e apodrecerá o tronco, perdendo as folhas. Se regar de menos, ficará murcha e também derrubará as folhas.
O jardineiro deve observar a planta e conforme o tipo de clima do local poderá colocar água mais vezes ou menos.
Quando os crótons são cultivados em interiores, se houver ar condicionado, é conveniente uma vez por semana fazer uma névoa com aspersor, perto da planta.

poda de controle de tamanho é feita depois do inverno, quando a muda recomeçar seu crescimento. Dar formato desejado, principalmente nos cultivares que são irregulares.

Como faz mudas de Cróton

Podem ser feitas por sementes, depois que as flores são fecundadas elas produzem sementes férteis. Mas a melhor forma, sem dúvida, é por estacas. Basta você cortar um pedaço do galho com aproximadamente 20 cm e deixar enraizar na água ou direto na terra, sempre em local bem iluminado, mas sem pegar sol pleno. Os pedaços de galho do ápice são os melhores para enraizar. Não esqueça de tirar todas as folhas antes de fazer a estaquia.

Pragas e Doenças

O cróton são geralmente livres de pragas e doenças, embora sejam suscetíveis a pragas comuns de plantas domésticas, como cochonilhas e ácaros.

Paisagismo e uso decorativo

O cróton é um efeito especial em paisagismo, dando aquele toque de cor em locais com muitos verdes.

Evitar usar muitos crótons de colorações e folhas diferentes juntos, pois ficaria um excesso de cor para o espaço, cansando a vista em pouco tempo.
Seu efeito melhor é a surpresa da explosão de cores entre plantas verdes, floríferas ou não.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.