Flores

Dianthus chinensis: como cultivar a Cravina

Dianthus chinensis, conhecida popularmente como cravina, é uma planta herbácea perene nativa do norte da China, Coreia, Mongólia e sudeste da Rússia. 

Consideradas uma planta de pequeno porte, a cravina chega a no máximo a 50 centímetros. Possui odor característico e floresce durante o ano todo, desde que receba os cuidados adequados às suas preferências.

É constituída por caules eretos dos quais brotam folhas finas, verde-acinzentadas, com cerca de 3-5 cm de comprimento e 2-4 mm de largura.

As flores, que aparecem da primavera ao verão, medem cerca de 2-3cm de diâmetro, solitárias ou em pequenos grupos. 

Possuem bordas serrilhadas, criando um efeito visual diferenciado e, por esse motivo, é muito utilizada na composição de arranjos e buquês.

As flores da cravina são de uma única cor, que pode ser rosa, vermelha, roxa, branca ou mescladas e deixam qualquer jardim ainda mais bonito quando cultivadas em grupo ou com tonalidades variadas. Além do uso paisagístico, as flores também são comestíveis, assim como a da capuchinha e amor-perfeito.

O sabor é levemente azedo e elas podem ser acrescentadas em saladas ou como elemento decorativo em bolos e biscoitos.

A cravina é uma planta adequada para iniciantes. Se você deseja obter uma, recomendamos que você siga as dicas abaixo:

Plantio

O preparo do solo em canteiros deve ser feito revolvendo a terra e acrescentando matéria orgânica, como húmus de minhoca, para garantir mais nutrientes para a planta.

Como plantar cravina em vasos?

A cravina pode ser propagada por sementes ou mudas. Em vasos, faça uma camada de drenagem feita com brita ou argila expandida.

Em seguida, prepare o solo com terra vegetal, areia de construção e terra comum, usando a medida de 1:1:1.

No plantio por sementes indica-se o espaçamento de 3 centímetros entre elas, mantendo a profundidade de 0,5 cm (meio centímetro) para a semeadura.

A germinação acontece entre 10 a 14 dias e, após um mês, elas podem ser transplantadas ao local definitivo.

SHOPPE.COM.BR

Semente De Flor Cravina Barbatus

R$2,58

Luminosidade e regas

Para cultivar a cravina também vale a regra comum de exposição ao sol por até 4 horas. Se o cultivo for em vasos em áreas internas, é importante que sejam posicionadas em espaços que recebam bastante iluminação natural.

Faça regas uma vez ao dia, no início da manhã. O solo ideal é sempre úmido, mas evite encharcar a planta.

Época de floração

A cravina é uma planta perene que floresce durante o ano todo em regiões com temperaturas mais altas. Em locais de clima ameno, a floração ocorre no fim da primavera.

Quando o corte é realizado a planta promove uma floração mais abundante e as novas mudas ficam mais baixas e ramificadas.

Pragas e doenças

Não costuma ter pragas, mas se as condições de cultivo não forem as mais adequadas, podemos ver que tem:

  • Pulgões : são parasitas de cerca de 0,5cm de cor verde, amarela ou marrom que são podados nos botões florais e nos brotos mais tenros. Ao fazer isso, eles se alimentam deles, causando manchas verdes claras.
  • Cochonilhas : podem ser do tipo algodão ou do tipo lapa. Eles são depositados na parte inferior das folhas, causando também manchas.

SHOPPE.COM.BR

Forth Flores 400g – Ideal para floração na primavera

R$14,90

Como é uma planta bastante pequena, todas essas pragas podem ser removidas à mão ou com um cotonete umedecido em álcool da farmácia.

Se for regada em excesso pode ter fungos, principalmente Phytophthora. É importante regar quando necessário, evitando o encharcamento. Caso a planta não cresça, apresente folhas amareladas e aspecto triste, deve ser tratada com fungicida e regas espaçadas.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.