Ornamentais Plantas

Dracena reflexiva: como cultivar Pleomele

Também conhecida pelo nome científico, Dracena Reflexa –, a Pleomele é considerada um arbusto por causa de sua aparência de mini-árvore. Quando devidamente cultivada, suas hastes eretas podem atingir a altura de até 3,5 metros.

Sua folhagem é bastante decorativa formada por folhas lanceoladas, ou seja, em formato de lança,  que crescem em conjuntos compactos. O caule é semi-lenhoso e se torna mais sinuoso à medida que a planta se desenvolve.

Natural de Madagascar, onde o clima é tropical, a Pleomele se adapta muito bem às condições climáticas do Brasil.

Porém em regiões de clima frio ou muito secas, o desenvolvimento dela pode ser comprometido. Neste caso, o ideal é que seja cultivada em ambientes bem iluminados, preferencialmente em ambientes internos, onde as temperaturas têm menor oscilação.

Para as demais regiões, é possível cultivar a Pleomele tanto em ambiente interno quanto em áreas externas, em sol pleno ou a meia sombra.

A variedade preferida para uso no paisagismo é a Pleomele Variegata, que possui folhas em um tom de verde médio com as margens amareladas, que ajudam a clarear o ambiente.

Mas, existem outras variedades como a Pleomele Verde e a Pleomele Fita, todas elas ótimas alternativas para serem usadas como plantas de destaque ou para integrar belas composições em áreas internas ou varandas.

As Pleomeles são plantas bastante versáteis, pois toleram áreas de meia-sombra, sombra ou sol pleno, porém, a Pleomele Variegata e outras variedades que têm a folhagem com manchas mais claras, precisam ser cultivadas em locais com luz intensa, caso contrário, poderão perder o contraste ficando totalmente verdes.

Dicas de como cultivar Pleomele

A variedade preferida para uso no paisagismo é a Pleomele Variegata

Luz

Coloque a Pleomele em um local próximo a uma janela bem iluminada ou mesmo na varanda onde há luz bastante intensa, principalmente em se tratando das variedades com folhagem em tons mais claros ou manchadas. Já as variedades em verde mais escuro, podem ser cultivadas em meia sombra ou até mesmo na sombra.

Solo

As Pleomeles podem ser cultivadas em substrato comum de plantio, desde que seja bem aerado. Se perceber que a terra está muito compactada, misture um pouco de matéria orgânica, como húmus de minhoca ou esterco de boi curtido para melhorar a drenagem e retenção de umidade.

Rega

A irrigação deve ser feita sempre que a terra aparentar estar totalmente seca. A Pleomele não tolera a falta d’água, porém, atenção: ela não sobrevive ao excesso de água também.

Com o solo encharcado, sua raiz pode acabar apodrecendo por falta de oxigênio. Quanto menor o vaso em que ela se encontra, menor será a necessidade de rega. O ideal é conferir com o dedo a umidade da terra.

Adubação

Ela deve ser fertilizada quinzenalmente durante a primavera e verão. Aplique no solo um fertilizante líquido equilibrado do tipo NPK 10-10-10 seguindo as instruções do fabricante, ou uma adubação mais natural e completa, como por exemplo os bokashis.

Poda

A poda da Dracena reflexa não é estritamente necessária – somente em caso de infestação por pragas ou insetos -, mas pode ser feita com uma tesoura de jardinagem e alguns cortes simples.

Não existe muito segredo: basta usar a tesoura para cortar as partes de sua Dracena reflexa que você considerar necessárias. Você pode aproveitar para dar formato ao “arbusto” formado pela planta após seu crescimento.

É interessante podar a sua Dracena reflexa na primavera, antes que ela atinja completamente o período de crescimento. No verão, depois que o crescimento tiver sido concluído, vale podar novamente para dar formato à planta e permitir que ela conserve os nutrientes necessários.

Pragas e doenças

As Dracenas não são totalmente resistentes a pragas e doenças virais. Para cuidar dessas plantas, vale usar produtos específicos e manter a poda em dia.

Os ácaros fitófagos costumam ser os principais responsáveis pelas más condições de cultivo. Sua presença é denunciada por folhas com um aspecto diferente do normal, geralmente queimadas, partidas e murchas. Para evitar essa infestação, mantenha a poda em dia e use inseticidas para impedir que os insetos continuem infestando a planta.

Evite usar produtos químicos desconhecidos para afastar os insetos: isso pode prejudicar ainda mais a saúde de sua planta.

Toxidade

A Dracena reflexa é uma planta tóxica para cães e gatos, já que contém saponina, um ingrediente que, quando ingerido, pode induzir reações como perda de apetite, vômito, aumento da salivação e até depressão. Para evitar que seus pets se aproximem da Dracena, vale deixá-la em um ambiente ao qual eles não tenham acesso.

Como fazer mudas de Dracena reflexa

A principal forma de se criar mudas de Pleomele é a partir de estacas. Para isso, basta cortar um galho saudável e retire dele sua estaca (as folhas de base). Depois, mergulhe o galho em um recipiente com água até que ela comece a criar ramos e raízes.

Você pode fazer quantas mudas quiser – e pode aproveitar os períodos de poda para retirar as mudas que achar necessário. Uma vez que as raízes já estiverem aparecendo, é só plantar uma das mudas em um vaso, com solo bem regado e fertilizado. Isso é suficiente para que a planta se desenvolva bem.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.