Suculentas

Echeveria Agavoides: aprenda como cultivar essa suculenta

Existem suculentas famosas por terem formas e cores muito elegantes, mas a Echeveria Agavoides é uma das mais marcantes. Elas podem ser cultivadas tanto dentro como fora de casa.

A Echeveria Agavoides é um tipo de planta suculenta que pertence a família crassulaceae, a mesma dos cactos e outras espécies de suculentas. Também chamada de Agave-de-cera, a Echeveria agavoides é nativa do México e recebe esse nome inspirado na aparência de agave.

Essa extraordinária suculenta é caracterizada por ser uma planta sem caule, que forma uma roseta de folhas carnudas e mais ou menos triangulares, com 8-12 cm de altura por 7-15 cm de diâmetro, com cores e formas diferentes. Apresenta- se verde na maioria das vezes, embora algumas variedades em luz forte acabem com margens mais ou menos vermelhas. As flores podem ser rosa, laranja ou vermelhas.

Como cuidar de Echeveria Agavoides

As Echeverias são plantas fáceis de cultivar, podendo ser cultivadas fora ou dentro de casa, desde que tomados alguns cuidados:

Fora de casa  

Fora de casa, as echeverias podem ficar em uma sacada, ao lado de um muro ou varanda. Podem ser cultivada em canteiros a céu aberto, desde que em cidades sem tanta chuva. Períodos com semanas de chuva sem parar, que não dão tempo para a raiz secar, podem acabar matando essa echeveria. 

As Echeverias toleram a luz do sol direta, mas ficam mais bonitas se colocadas em áreas sem incidência do sol do meio dia, em um canto onde há sol até às 11h, por exemplo. Podem ser mantidas no vaso ou replantadas para a terra. Se for replantada, é melhor mover junto com a terra do vaso que veio. Coloque um pouco de adubo comum na terra a cada quatro meses.

Durante o verão, molhe a sua Echeveria uma a duas vezes por semana com bastante água, sem molhar as folhas. É importante que o solo onde ela está plantada seja muito bem drenado, já que o acúmulo de água pode apodrecer as raízes e propiciar o aparecimento de fungos. 

No inverno, diminua gradativamente a quantidade de água, molhando até uma vez por mês em períodos muito frios. Teoricamente, as Echeverias aguentam de 40ºC a -5ºC, mas temperaturas extremas podem deformar as folhas e deixá-las feias.

Dentro de casa

As Echeverias podem ser mantidas dentro de casa sem problema algum! Para manter as Echeverias dentro de casa, é importante colocá-las ao lado de uma janela meio bem iluminada, de preferência onde bate o sol da manhã. No verão molhe a terra uma vez por semana, evitando molhar as folhas. No inverno, uma vez por mês é suficiente.

Importante: não deixe água acumular no pratinho, isso causa fungos e apodrece as raízes.

Dica: se possível, você pode ter duas Echeverias, uma dentro e uma fora de casa, trocando-as de lugar a cada quinze dias.

Espécies de Echeveria Agavoides

Veja a seguir, 5 variedades de Echeveria Agavoides entre nativas e híbridas:

1. Estrela ou Agave-estrela:  é uma echeveria híbrida da Agavoides de formato bem característico: folhas rígidas e pontudas, que lembram uma Estrela. Esta espécie criada no Brasil se assemelha à espécie típica e deve ser cultivada sem a luz direta do sol, assim, crescendo melhor no sul do país.

2. Red Edge ou Lipstick: esta tem as pontas das folhas avermelhadas que terminam em um espinho rígido. As flores são vermelhas. Esta espécie é um pouco mais sensível ao excesso de água.

3. Romeo ou Agave-de-cera: é uma suculenta que forma aglomerados de rosetas individuais, com folhas cinza-arroxeadas com bordas vermelhas e coluna terminal. As flores vermelhas, um pouco menores que as outras cultivares de Echeveria agavoides, têm uma ponta amarela e florescem na primavera. Prefere clima mais ameno como o do Sudeste do país. Também tem folhas vermelhas e é igualmente sensível ao excesso de água.

4. Romeo Ruby ou Agave-de-cera-vermelha: é uma belíssima suculenta que além do seu lindo formato o que mais chama atenção nesta echeveria é cor de suas folhas que dependendo da condição de luminosidade e umidade pode atingir tons vermelho intenso ao mais escuro púrpuro. Dessa forma, seu crescimento é satisfatório sobretudo no período do inverno na região Sudeste.

5. Water Lily ou Agave-ninféia: esta espécie, diferente das demais, se desenvolve em forma de moitas individuais. Isso faz com que sua multiplicação seja mais simples do que os outros cultivares. Ademais, também gosta de clima mais ameno, devendo ser protegida do sol quente das regiões tropicais.  

Pragas e doenças

Normalmente não tem, mas se as condições de cultivo não forem as mais adequadas, pode ser atacado por:

  • Cochonilhas: alimentam-se da seiva das folhas.
  • Pulgões: alimentam-se principalmente da seiva das flores, mas também aparecem nas folhas.
  • outros: moluscos (caracóis e lesmas) se alimentam de toda a planta.

Por se tratar de uma planta bastante pequena, podem ser removidas com a mão ou com uma escova embebida em álcool de farmácia.

Como fazer mudas da Echeveria Agavoides

A Echeveria Agavoides se reproduz a partir das folhas com relativa facilidade. Para fazer as mudas, remova as folhas de uma planta adulta e deixe sobre areia úmida por cerca de um mês, até que apareçam as raízes e pequenas mudinhas na base da planta.

Quando as raízes estiverem com mais de um centímetro, é hora de plantá-las em substrato para mudinhas (apropriado para suculentas), e transplantá-la quando as folhas estiverem maior que o vaso.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.