Ornamentais Plantas

Filodendro: conheça 16 tipos dessa planta incrível!

Com tantos tipos disponíveis para escolha, você pode encontrar o filodendro perfeito para embelezar sua casa. Esses membros tropicais da família Araceae são bonitos e fáceis de cultivar. Em geral, diferentes tipos de filodendros precisam de cuidados semelhantes: um clima quente e úmido; brilhante, luz indireta; e solo uniformemente úmido.

Quando cultivadas dentro de casa, elas são capazes de filtrar as toxinas presentes no ar.

No entanto, lembre-se de que, como as folhas contêm oxalato de cálcio, o gênero é tóxico para gatos, cães e humanos quando consumidas. Certifique-se de colocá-las fora do alcance de crianças e animais de estimação.

O que é filodendro?

Filodendro é um grupo de plantas bastante popular no Brasil. Também conhecido como imbé, reúne espécies trepadeiras que em seu habitat natural, sobem pelas árvores e grudam suas raízes no tronco. As folhas, lustrosas e resistente, são encontradas em diferentes tamanhos, formatos e cores.

Todas as espécies do gênero Philodendron são nativas do Brasil e da América Central.

Os filodendros se destacam na decoração de interiores por causa da folhagem exuberante. Essas plantinhas podem ser cultivadas em vasos, no jardim ou mesmo em jardins verticais.

Principais tipos de filodendro

Existem mais de 300 espécies de filodendro, por isso selecionamos as mais populares. Confira:

1. Philodendron martianum

O Philodendron martianum, também conhecido como ‘Pacová’, é uma espécie muito popular no Brasil. É uma planta resistente e ornamental, portanto, ideal para cultivar dentro de casa. Com folhas grandes e lustrosas, deixa qualquer espaço mais bonito, aconchegante e cheio de vida. 

Quem procura uma espécie de baixa manutenção, ou seja, que não requer regas frequentes, deve considerar a planta Pacová como uma opção.

2. Philodendron mamei

Natural do Equador, esse tipo de filodendro possui desenhos prateados nas folhas. Ao atingir a idade adulta, a planta fica com altura de 25 a 30 cm. É uma planta de crescimento rastejante e rizoma curto. Ao contrário da maioria dos filodendros, o Philodendron mamei não tem hábito epífita.

Aprecia local com boa claridade e umidade. Sua floração ocorre na primavera e verão.

3. Philodendron hederaceum

O nome ‘Brasil’, dado à cultivar é uma referência ao verde-amarelo da bandeira brasileira.

O filodendro-brasil é uma planta herbácea e tropical, que apresenta folhagem de cores vivazes, contrastantes entre si, que lembram muito a popular Jiboia. Suas folhas são ovadas a cordiformes, acuminadas, brilhantes, coriáceas, de cor verde escura e com o centro verde-limão.

4. Philodendron undulatum

Arbusto nativo de áreas pantanosas do Brasil, com aspecto entouceirado e de folhagem muito ornamental, amplamente utilizado na decoração de ambientes internos ou externos; podendo ser cultivado a pleno sol ou ao abrigo da luz.

As folhas são onduladas e possuem crescimento rápido. Para cultivar essa espécie em casa, você deve dispor de um bom espaço. 

5. Philodendron erubescens

O Philodendron erubescens, também conhecido como Filodendro roxo é uma trepadeira sarmentosa, nativa da América tropical, perene, robusta, de crescimento rápido, de até 4 metros de altura.

Com caule escuro e folhas roxas, essa planta é usada na decoração de jardins, se apoiando a suportes ou árvores; também se desenvolvem bem em vasos e jardineiras. Muito usada como planta de interior.

6. Philodendron hastatum

Conhecido popularmente como Imbé Prata, essa espécie é nativa de regiões tropicais das Antilhas às América Central e do Sul, a espécie tem como principal característica suas folhas prateadas .Quando um imbé muito antigo floresce, suas flores são discretassem pétalas e ficam praticamente escondidas pela folhagem

O imbé pode ser cultivada tanto na sombra quanto em meia sombra (só não aguenta sol forte o dia todo, que deixa suas folhas amareladas) e fazer as vezes de trepadeira ou de forração. Por seu crescimento invasivo, necessita de podas constantes para que não impeça plantas menores de receber sol.

7. Philodendron verrucosum

A Philodendron verrucosum é uma planta rara e de beleza singular. É uma trepadora com folhas de veludo em forma de coração, em profundos tons verdes. A planta possui detalhes avermelhados na parte de trás das folhas. Além disso, é dona de um caule peludinho, que fica lindo na decoração de interiores.

Esta variedade gosta de bastante claridade, mas sem apanhar sol direto. O Verrusocum começará a largar folhas se não tiver regas suficientes. Recomenda-se manter o substrato húmido mas sem encharcar.

8. Philodendron ricardoi

O Philodendron ricardoi é uma espécie endêmica do Brasil. Isso significa que essa planta só ocorre naturalmente por aqui – mais precisamente no estado do Espírito Santo.

Entre as fendas e nos afloramentos rochosos que essa planta tropical mostra toda a sua beleza. No universo da botânica, essa característica é chamada de rupicola.

Possui folhagens vistosas, verdejantes e cheias de imponência, além claro, do formato de coração que encanta e pequenos toques avermelhados que finalizam os detalhes.

É por isso que a Philodendron ricardoi faz brilhar os olhos de quem a vê. Em alta entre os entusiastas da floresta tropical, essa planta vai fazer bonito naquele cantinho em que o sol bate sem trégua dentro da sua casa – e sem dar muito trabalho.

9. Philodendron Gloriosum

Quem procura uma planta com folhagem grande e vistosa deve considerar o philodendron gloriosum. As folhas dessa espécie possuem uma nervura central bem clarinha, que se destoa em relação ao verde vivo. Quando estão maduras, essas mesmas folhas adquirem uma linda textura aveludada. 

Com inflorescências do tipo espádice de cor rosa e branca, com 25-30 cm de comprimento e sem importância ornamental. Ela é usada na decoração de jardins, diretamente no solo como forração, onde apresenta denso crescimento; também em vasos, cultivada como planta de interior.

10. Philodendron Squamiferum

O Philodendron squamiferum é uma Araceae peculiar pelos seus pecíolos peludos em coloração avermelhada. Suas folhas tem recortes que se modificam muito conforme elas crescem. Se você é fã de folhagens tropicais, você com certeza já ouviu falar neste filodendro aqui.

Aprecia um solo bem drenável e não gosta de ficar sem água. Também recomenda-se borrifar agua em suas folhas ou mantê-las próximas de um umidificador para um bom desenvolvimento em ambientes com baixa umidade do ar.

11. Philodendron mayoi

Espécie endêmica do Brasil que ocorre em florestas que ficam à margem de rios e lagos no Distrito Federal e Goiás. Comum em barrancos e riachos, também é encontrada crescendo em afloramentos de calcário.

As folhas são recordadas com delicadeza, lembrando muito a aparência da costela de adão.

Essa planta é facilmente reproduzida a partir de mudas, que podem ser simplesmente colocadas em solo solto e úmido. O nome Philodendron mayoi é uma homenagem a Simon Mayo, importante botânico e pesquisador da família das Aráceas

12. Philodendron Subhastatum

O Philodendron subhastatum é nativo da Colômbia e do Equador. Também é encontrado no sudeste do Brasil nos estados brasileiros de Minas Gerais, bem como no estado do Rio de Janeiro. 

É uma aróide hemiepífita que pode atingir 3 metros de altura. Esta planta tem um hábito de escalada, as folhas, espalham-se eretas, levemente nervuradas com lados superiores verde-escuros e inferiores vermelhos. À medida que a folha envelhece, ela ficará cada vez mais vermelha.

13. Philodendron spiritus-sancti

Nenhuma espécie expõe melhor o fenômeno do que uma trepadeira nativa de uma pequena região serrana do Espírito Santo batizada com o nome do Estado, a Philodendron spiritus sancti.

Por estar na lista das espécies de plantas ameaçadas de extinção, a spiritus-sancti se tornou uma planta cobiçada pelos colecionadores de filodendros. Suas folhas são longas e triangulares.

É elegante, mas bem menos vistosa que várias de suas parentes da família Araceae, que abarca espécies comuns em casas e jardins, como a costela-de-adão (Monstera deliciosa) e a comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia seguine). 

14. Philodendron pink princess

O Filodendro pink princess é uma folhagem escura, com um tom de verde oliva e detalhes em branco. Com o tempo, o efeito rajado das folhas adquire um lindo tom cor-de-rosa.

A predominância de cores depende das condições de luz do seu ambiente. Dê a essa planta um cantinho mais iluminado, perto da janela, para pintar de rosa a folhagem, ou observe o vermelho apontar em ambientes mais escuros.

Evite cortar as raízes áreas que crescem no decorrer do desenvolvimento da sua planta. Elas são importantes para a captação de luz e umidade. Ela é considerada uma espécie rara. Dado o seu crescimento lento e variegações incertas, é pouco produzida por grandes produtores

15. Philodendron xanadu

O xanadu é uma planta herbácea ou subarbustiva, da família dos filodendros. Inicialmente pensava-se que era uma cultivar, resultado de hibridizações com a espécie Philodendron bipinnatifidum, realizado por um viveiro australiano. Este viveiro patenteou e comercializou a espécie por décadas sob o nome de Philodendron ‘Winterbourn’, e depois Philodendron ‘Xanadu’. Mais tarde descobriu-se que a planta era resultado da coleta de sementes no sudeste do Brasil, onde a espécie foi recentemente descoberta e descrita.

Seu atrativo principal são as folhas, brilhantes, profundamente lobadas, com nervuras bem marcas e sustentadas por pecíolos eretos e fortes. O caule é marcado pelas cicatrizes das folhas que caíram. As inflorescências são do tipo espádice, avermelhadas, e tem pouca importância ornamental.

Embora a maioria dos filodendros prefira meia-sombra, a xanadu é capaz de se adaptar ao sol pleno, desde que passe por um processo de rustificação antes.

16. Philodendron Burle Marx

As folhas lustrosas e resistentes, que podem ser de diversos tamanhos, cores e formas, são o destaque do Philodendron Burle Marx. Trata-se de uma espécie hemiepífita, que tende a se apoiar em árvores maiores para buscar mais luz. Mantém raízes ligadas ao solo para se alimentar.

O Philodendron Burle Marx é um arbusto ou trepadeira de baixo crescimento que possui folhas lustrosas e resistentes, que podem ser de diversos tamanhos, cores e formas. Trata-se de uma espécie hemiepífita, que tende a se apoiar em árvores maiores para buscar mais luz. Mantém raízes ligadas ao solo para se alimentar. Cresce em touceiras e prefere sol parcial e umidade moderada do solo. 

Seu nome é em homenagem ao famoso arquiteto Roberto Burle Marx, conhecido por sua implementação de plantas nativas no projeto paisagístico.

Como cultivar filodendro

Substrato

O substrato deve ser rico em matéria orgânica, além de possuir uma parte fibrosa, com casca de pinus ou fibra de coco. 

Clima

Por ser originário de florestas tropicais, o filodendro gosta de clima úmido e quente. Em contrapartida, a folhagem não suporta frio.

Regas

O ideal é regar a planta de uma a duas vezes por semana. Procure manter o solo sempre úmido, mas nunca encharcado. Evite deixar água acumulada no pratinho da planta, afinal, isso pode favorecer o aparecimento de insetos e comprometer as raízes.

Para manter o seu filodendro bonito, é recomendado borrifar água nas folhas todas as manhãs. Além disso, adquira o hábito de limpar as folhas com um pano úmido – isso ajuda a remover a poeira e facilita o processo de fotossíntese.

Iluminação

Os filodendros não devem receber sol direto. Essas plantas gostam de claridade, mas pedem condições de meia sombra para se desenvolver melhor. A exposição direta aos raios solares pode queimar as folhas.

Adubação

Uma vez por mês, adube a sua planta com NPK 10 10 10 líquido. Esse produto contribui com o desenvolvimento e deixa a folhagem mais bonita.

Reprodução

O método mais utilizado para reproduzir filodendros é por estaquia. Você deve remover uma estaca durante os meses de verão e plantá-la no local definitivo. o enraizamento leva de quatro a seis semanas para ocorrer.


Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.