Flores

Gloxínia: uma flor linda e fácil de cultivar

Sinningia speciosa, popularmente conhecida como gloxínia é uma planta híbrida, que surgiu de espécies nativas do Brasil. Esta herbácea tuberosa foi cultivada primeiramente na Europa, onde recebeu o nome de Sinningia em homenagem a W. Sinning, horticultor alemão e passou por diversos cruzamentos.

Embora possam ser cultivadas no jardim, são muito usadas para ornamentar ambientes em vasos e jardineiras.

É uma planta de fácil cultivo, que floresce praticamente o ano inteiro. No vaso, elas ficam com uma aparência folhosa semelhante às violetas, embora os formatos das folhas e flores sejam diferentes. Mas, debaixo da terra, elas são tuberosas como as tulipas, com aquelas batatinhas que armazenam água e nutrientes, principalmente na época de dormência da planta, que ocorre no outono e inverno.

A gloxínia atinge cerca de 30 centímetros de altura, ela tem folhas grandes, ovaladas e de um tom verde-escuro, com algumas penugens, daí que lembram as folhas das violetas, não por acaso são “primas”.

Você pode escolher ter gloxínias com flores de pétalas simples ou dobradas, e nas mais variadas cores: tons avermelhados, rosados, alaranjados e arroxeados, a gloxínia ainda pode ser encontrada em variações que alternam a cor vinho ou púrpura, por exemplo, com as bordas das pétalas esbranquiçadas.

Gloxínia – Dicas de cultivo

Luz ideal

A melhor luz para sua gloxínia é a meia-sombra, ou seja, com algumas horas de sol por dia pegando sobre a planta, de preferência em ambientes internos ou, se plantá-la no jardim, escolha um local que garanta sombra metade do dia e que não tenha fortes ventos.

Regas

As regas devem ser moderadas, quando notar que o solo está secando na parte de cima. Procure regar apenas o solo, e não as folhas nem as flores. Se a sua planta estiver em dormência, apenas com a batatinha embaixo da terra, não precisa regar. Basta esperar que a primavera volte para que sua planta renasça e você retome os cuidados normais.

Terra para plantio

Escolha uma terra mais porosa e fibrosa, rica em matéria orgânica. Se tiver um bom solo no seu jardim, melhor ainda.

Adubação

Se você conseguiu usar uma terra rica em matéria orgânica no plantio, não precisa adubar sua gloxínia. Se já faz um tempo que você plantou, e logo vai chegar a primavera, pode dar um pouco de adubo rico em fósforo para estimular uma linda floração. Só não adube enquanto ela já estiver dando flores.

Podas

Pode fazer apenas uma poda de limpeza nessa planta, removendo as folhas mortas ou secas. Mantenha apenas as partes mais bonitas e saudáveis.

Reprodução

Você pode comprar e plantar sementes de gloxínia ou pode pegar uma folha bonita, saudável e adulta e colocar para enraizar na água ou sobre uma terra bem arenosa, regando de vez em quando e protegendo do sol direto até formar raízes. Se fizer o processo na água, plante na terra quando ela enraizar.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.