Flores

Heliconia rostrata: como cultivar a bananeira ornamental

Essa planta linda esbanja tropicalidade, e é uma ótima escolha para jardins tropicais. Podendo atingir até 3 metros de altura, também é conhecida como Bananeira do brejo e bananeira ornamental.

Ela pertence à família das Heliconiaceae, mas já pertenceu à família das Muzaceae que é a família das bananeiras, e por ter tido uma reclassificação as Helicônias ganharam sua própria família.

As Helicônias tem uma folha que lembra a folha da bananeira, mas elas são diferentes, são um grupo de plantas com características bem específicas, e por isso ganharam a sua própria família. Sim, é uma família inteira, uma mais linda que a outra. Mas nesse artigo vamos falar da Heliconia Rostrata.

Leia também: Heliconia psittacorum, Helicônia papagaio;

Nativa da América do Sul, mais especificamente da região amazônica, as helicônias adoram calor e umidade, as principais características desse bioma.

A Rostrata tem um crescimento rápido e vigoroso. Assim como ela tem uma “batata” em baixo da terra, chamada rizoma que nada mais é do que o caule da planta. Ou seja, essa planta tem um caule subterrâneo.

É importante saber para entendermos porque não é muito viável cultiva-las em vasos pequenos, pois esses caules se expandem na horizontal e vão lastrando sem parar soltando vários novos ramos.

Essa planta possui inflorescências pendentes, longas, com brácteas adensadas, vermelhas, curtas e largas com margem amarelada, muito vistosas.

As flores são pequenas e brancas, localizadas do interior das brácteas. Surgem no decorrer de quase o ano todo, mas principalmente na primavera-verão e são apreciadas pelos beija-flores.

O seu uso paisagístico é diverso, mas como destacado, ela é uma das preferências em jardins tropicais. Pode ser usada como planta de destaque, isolada, junto a muros, ou em maciços.

São cultivadas também como flor de corte, onde é comum o uso em arranjos florais. Ai o aproveitamento é tanto das suas belíssimas inflorescências, quanto das suas folhas, que tornam qualquer arranjo exuberante.

Cuidados com a Heliconia Rostrata

A heliconia Rostrata é uma planta perene, e isso quer dizer que além de dar todo um clima tropical ao local, você vai ter dela por um bom tempo! Só que para isso você precisa cuidar dela, do jeito que ela gosta.

Acompanhe!

Luminosidade: 

Meia-sombra nas regiões mais quentes do Brasil. Pode ser cultiva ao sol pleno em regiões de clima mais ameno. Ela não gosta de tempo frio, não tolerando as geadas.

Solo:

Elas gostam de solo drenado, ou seja, que não encharque o substrato (onde ela foi plantada). Faça uma mistura de 50% de terra adubada, e 50% areia.

Adubação: 

Pode ser feita mensalmente com matéria orgânica (esterco, humus de minhoca, farinhas, compostagem etc.). Também pode acrescentar NPK 10-10-10, principalmente nos meses mais quentes.

Regas:

Quanto às regas, essas plantas adoram água, portanto a rega pode ser abundante, só não precisa encharcar o solo.

Outro fator importante é a umidade, como elas tem origem na mata amazônica, estão acostumadas a umidade altíssima. Logo, cultiva-las dentro de casa ou escritório é um desafio difícil, porém não é impossível. Agora, no ar-condicionado já fica quase impossível.

Poda:

Quando a inflorescência morre, aquele pseudo caule entra em fase de declínio e também morre. Nesse caso deve ser feito a poda (com tesoura de poda esterilizada) na base do pseudo caule, rente ao solo, removendo aquela haste.

Após isso jogue canela em pó no local, para evitar que ali seja uma porta de entrada para fungos e doenças. Não regar em seguida para não lavar a canela. Se for o caso regue antes do corte, e depois jogue a canela em pó.

Calma, você não perdeu a sua planta! Debaixo da terra a planta vai se dividir, e a partir daquele rizoma ela libera outros rizomas no solo, que darão novos pseudo caules, pecíolos, folhas e, finalmente inflorescência. É um ciclo, mas corte apenas aquele caule que começou a murchar, deixe os outros.

Propagação:

Multiplica-se por sementes, por rizomas e facilmente por divisão de touceira em qualquer época do ano.

Rizomas – Plantam-se os rizomas entre 5 a 10 cm de profundidade, com espaçamento de 80 cm ou mais, em solo de boa qualidade.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.