Árvores

Kaizuka: aprenda como cultivar essa escultural árvore

Esculturais e cheias de charme, as Kaizukas são uma bela opção de árvore ornamental para jardins.

De origem oriental, a uniperus chinensis torulosa, mais conhecida como Kaizuka está mais precisamente relacionada com a China e o Japão, inclusive, o seu nome é japonês e significa “amontoado de conchas”, uma alusão ao formato retorcido da planta que se assemelha aos sítios arqueológicos japoneses.

A Kaizuka é um tipo de árvore conífera, ou seja, pertencente a mesma família dos ciprestes e cedros. A árvore ainda é conhecida como Pinheiro Kaizuka, Caiazuka, Caizuca, Cipreste Kaizuka, Junípero Chinês e Kaiazuca.

Para reconhecer uma Kaizuka é simples, basta se atentar para suas principais características, entre elas:

  • Formato de cone ou colunar, com ramos retorcidos e espiralados, muito escultural e ornamental
  • Os ramos são compactos com folhas pequenas e compridas, o que confere a árvore uma aparência densa
  • Folhas de coloração verde escura brilhante

A Kaizuka integra muito bem projetos paisagísticos de estilo oriental e europeu, podendo ser plantada em grupo ou de maneira isolada no jardim.

Outra opção é usar a Kaizuka como cerca viva, isolando toda uma área. Vale citar, inclusive, que a árvore consegue até isolar ruídos externos.

A Kaizuka é uma espécie muito apreciada também na arte do Bonsai, o que significa que é possível cultivar a árvore tanto em locais livres, quanto em vasos.

Como plantar e cuidar da Kaizuka

Quem está disposto a levar o charme da Kaizuka para o próprio jardim precisa antes saber como plantar e cuidar da planta adequadamente.

Em primeiro lugar é importante saber que a planta se desenvolve melhor em regiões de clima temperado, onde a temperatura varia regularmente ao longo do ano. No entanto, a Kaizuka já demonstrou se desenvolver muito bem também em regiões de clima oceânico, mediterrâneo e subtropical.

Preferencialmente plante a sua Kaizuka em um local de sol pleno ou que tenha, no mínimo, uma incidência diária de luz solar de quatro horas.

Quanto ao solo, o mais recomendado para o cultivo da Kaizuka são os férteis enriquecidos regularmente com matéria orgânica. Lembre-se ainda de promover um bom sistema de irrigação para a sua Kaizuka, uma vez que a planta se adapta melhor a falta de água do que ao excesso.

A Kaizuka pode até tolerar muito bem períodos de seca, após estar devidamente desenvolvida e já na fase adulta.

A manutenção com a Kaizuka é mínimo, uma vez que a planta não exige podas frequentes, nesses casos, a árvore pode chegar a atingir até seis metros de altura. Contudo, há quem prefira realizar podas com o objetivo artístico, mas isso nada influencia em seu desenvolvimento.

Para fazer mudas de Kaizuka também é muito simples. A planta se multiplica pelas estacas criadas nas pontas dos seus ramos, sendo assim, basta retirar uma dessas estacas com folhas e replantá-las no local escolhido, tendo o cuidado de oferecer as condições necessárias de luz e adubação para o seu crescimento.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.