Suculentas

Kalanchoe fedtschenkoi: Conheça a Calanchoe Fantasma

Kalanchoe fedtschenkoi, também conhecida como Calanchoe Fantasma é uma suculenta originária de Madagascar que se adaptou com sucesso ao clima brasileiro. Ela pode formar grandes touceiras ou ser cultivada isoladamente em vasos. Suas folhas laminadas e carnosas são tão interessantes quanto seu florescimento abundante.

A Calanchoe fantasma forma touceiras rapidamente, emitindo novas brotações que, ao encostarem no solo, enraízam-se e formam novas mudas, espontaneamente. Individualmente, cada suculenta pode chegar aos trinta centímetros de altura.

As folhas apresentam uma tonalidade pastel de verde azulado, um pouco acinzentada, e são cobertas por uma camada de pruína, substância cerosa que visa proteger os tecidos vegetais da radiação solar intensa. A deposição deste material, que tem o aspecto de um pó translúcido, confere à Kalanchoe fedtschenkoi sua característica aparência fosca e empoeirada.

Seu nome popular de Calanchoe Fantasma é atribuído à cor verde acinzentada das folhas. Existem variedades variegadas e não variegadas da espécie, todas com folhas bonitas e carnudas com bordas recortadas.

As flores da Kalanchoe fedtschenkoipossuem uma tonalidade que varia entre o púrpura e o vermelho

O nome científico específico dessa espécie é em homenagem ao botânico russo Boris Fedtschenko, que esteve à frente do Jardim Botânico de São Petersburgo, no início do século XX.

As folhas não variegadas são de uma linda cor verde-azulada com bordas roxas, as plantas variegadas têm folhas verde-azuladas manchadas de branco, também com bordas roxas.

Todas as variedades têm a característica de corar em pleno sol . Quanto mais luz solar a Fedtschenkoi recebe, mais coloridas as folhas se tornam, assumindo uma cor roxo-rosada. Como resultado, as folhas podem variar de seu tom azul-esverdeado sólido até um arco-íris de diferentes tonalidades em uma única folha.

Já as flores possuem uma tonalidade que varia entre o púrpura e o vermelho, são viradas para baixo, como em um lustre e se formam durante os meses mais frios.

A Kalanchoe fedtschenkoi padrão tem folhas verde-azuladas com bordas recortadas

Dicas para cuidar da Calanchoe Fantasma

A Calanchoe Fantasma gosta de estar no sol, mas também aceita a meia-sombra.

Esta é uma suculenta que se desenvolve melhor quando plantada em ambientes externos, em jardins de inspiração desértica, em meio a rochas, cactos e outras suculentas.

Principalmente quando plantada em vasos, a espécie Kalanchoe fedtschenkoi necessita de um substrato bem aerado, de natureza arenosa, pobre em matéria orgânica e facilmente drenável. Esta condição pode ser obtida através da mistura de terra vegetal e areia grossa de construção, em partes iguais. Para quem prefere praticidade, existem substratos próprios para o cultivo de cactos e suculentas, prontos para o uso, à venda em lojas de jardinagem e garden centers.

A irrigação deve ser cuidadosa, sempre evitando o exagero. Como toda suculenta, aCalanchoe Fantasma consegue viver com pouca água. Sendo assim, é sempre preferível pecar pela falta de água do que exagerar na rega.

A adubação da Kalanchoe fedtschenkoi não precisa ser muito intensa ou elaborada. Como se trata de uma espécie originária de regiões áridas, com solos pobres em matéria orgânica, o fornecimento de uma formulação básica de manutenção, própria para cactos e suculentas, já garante um bom desenvolvimento da suculenta Calanchoe fantasma.

Elas são plantas compactas quando cultivadas no sol. Assim, o cultivo em ambientes internos tende a deixar a planta com folhas espaçadas e pigmentação diferente. Nesse sentido, é comum nas suculentas o estiolamento. Isso significa que a planta busca por maior luminosidade, crescendo então em direção à luz. O que faz com que seu desenvolvimento se torne anormal, deixando a planta mais vulnerável a doenças e pragas. Desse modo, se você notar que sua planta cultivada dentro de casa está com algumas dessas características, coloque-a em um local com maior luminosidade.

É importante salientar que todos os componentes da espécie Kalanchoe fedtschenkoi, folhas, caules, raízes e flores, são ricos em glicosídeos cardíacos, substâncias que agem sobre o tecido do coração, podendo causar intoxicações, se ingeridos. Portanto, é importante que os vasos de Kalanchoe fantasma sejam mantidos fora do alcance de crianças e pets.

A Kalanchoe fedtschenkoi variegada tem manchas brancas nas folhas carnudas.

Propagação

Multiplica-se cortando ramos já enraizados, devido ao contato com o solo e facilmente por estacas de aproximadamente 5 cm de comprimento com no mínimo 3 folhas, após a floração.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.