Suculentas

Peperomia Prostata: como cuidar da suculenta colar de tartaruga

Peperomia prostata é uma suculenta delicada e de pequeno porte. Possui folhas arredondadas e com nervuras que variam entre tons de verde escuro à marrom dependendo da idade da folha. Formam padrões semelhantes ao casco de uma tartaruga e por isso recebeu o nome popular de colar de tartaruga.

É uma espécie do gênero Peperomia da família Piperaceae. Ela é muito parecida com a Peperomia rotundifolia, popularmente conhecida como Colar de Lentilhas, em forma e tamanho. Mas o que as diferenciam é o padrão em suas folhas, já que uma tem esse aspecto mais desenhado e a outra totalmente lisa, como no caso do Colar de Lentilhas.

É uma planta nativa do Equador. Em seu habitat natural podem ser encontradas nas florestas tropicais da América do Sul.

Esta é uma suculenta perene, considerada uma planta de crescimento lento. Para dar uma forcinha a elas, temos uma ótima experiência com os adubos de liberação lenta. Uma ótima solução para não errar a mão na dose, o que pode ser fatal para qualquer planta.

O Colar de tartarugas é uma planta pendente e pode ser trabalhada como uma peça chave para um efeito lindo de cascata nas bordas dos vasos.
Junto a outras plantas em um arranjo, ela não irá sombrea-las devido ao seus crescimento rasteiro.

Colar de Tartaruga – Dicas de Cultivo

Confira algumas dicas e as condições ideias para você cultivar a sua suculenta colar de tartarugas:

O vaso ideal para o colar de tartaruga

Eis uma planta perfeita para cultivar em vasos, principalmente em vasos suspensos. As condições para a escolha de vaso incluem verificar a drenagem do vaso, além do tamanho (que deve ser de médio a pequeno). Por conta de contar com raízes pequenas, o vaso ideal também deve ser mais raso.

Como preparar o solo

A peperomia prostata é uma planta nativa de regiões de clima tropical. Dado isso, elas gostam de um solo bem úmido e rico em nutrientes. Você pode adicionar perlita ou turfa para enriquecer o solo.

Luminosidade

Terão um ótimo desenvolvimento se estiverem em um lugar bem claro e com bastante incidência de luz. Não toleram o sol direto o que pode ocasionar queimaduras em suas folhas. Se ficarem expostas a luz solar, coloque-as pegando apenas o sol da manhã ou do fim da tarde que não terá problema. Evitando as horas mais quentes do dia.

Se seu vaso estiver disposto de uma forma que a planta receberá luminosidade apenas nas correntes e não no seu topo. O seu desenvolvimento será irregular. O ideal é que ela receba luminosidade de um forma homogênea. Você irá perceber que ela ficará linda e com um vaso bem cheio.

Rega

Sua rega é feita com uma frequência maior. Ela gosta de um substrato mais úmido porém bem drenável para não encharcar. Aposte em vasos bem drenáveis para que não acumule água no fundo e acabe apodrecendo suas raízes. Substrato soltinho comum para suculentas é o ideal.

Umidade ideal

A umidade ideal para o cultivo de peperomia prostrata é de 50% a 75%. Em ambientes mais secos, a planta vai exigir uma frequência maior de irrigação.

Replantio

O replantio dessa planta é geralmente dispensável, uma vez que são plantas que crescem lentamente. Você pode precisar replantá-la depois de três anos, quando as raízes alcançarem tamanho o suficiente para não caber mais no vaso.

Poda

Essa planta oferecer uma facilidade quanto a poda, sendo também dispensável. A poda só é necessária como forma de remediar problemas, como remover folhas infectadas por pragas ou doenças.

Pragas

Essa é uma planta que vai te dar pouca dor de cabeça com pragas. Mas como toda planta doméstica, esta suscetível ao aparecimento de cochinilhas, moscas brancas e ácaros aranha.

Propagação

A propagação pode ser feita de duas formas. A mais comum é a propagação por estaquia. Muito simples e com grandes chances de sucesso. A outra forma, também muito comum no universo das suculentas, é a propagação por folhas.

As duas formas são válidas e você pode testar as duas, já que essas plantinhas sempre nos surpreendem com um novo brotinho.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.