Ornamentais Plantas

Philodendron panduriforme: como cultivar filodendro-cara-de-cavalo

Nativa do Brasil e de alguns outros países da América do Sul como Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, a espécie Philodendron panduriforme é popularmente conhecida como filodendro-cara-de-cavalo devido ao formato único de sua folhagem.

O filodendro-cara-de-cavalo pertence à família das Araceae e cresce naturalmente na bacia amazônica, não é apenas uma epífita, mas também uma trepadeira como a maioria dos filodendros. Apresenta rizomas ascendentes a decúbitos com raízes aéreas que a ajudam a se fixar ao tronco das árvores.

Suas folhas emergem do rizoma, são protegidas por catáfilos e sustentadas por longos pecíolos. São coriáceas, brilhantes, curvadas para dentro e para fora, com 3 folhas e de cor verde.

É importante notar que as primeiras folhas da planta são mais arredondadas e não possuem lóbulos , o que as diferencia da forma adulta.

Sua inflorescência é do tipo espádice, com espatas que crescem aos pares e são verde claras, tingidas de vermelho com o interior de cor creme e são de pouca importância ornamental. Já os frutos são do tipo baga.

Existem duas cultivares desta espécie: Philodendron panduriforme var panduriforme e P. panduriforme var Reichenbachianum, que se diferenciam por esta última apresentar folhas mais largas e folhas proporcionalmente mais curtas.

Quando jovem suas folhas são muito confundidas com o Philodendron bipennifolium, que também possui o mesmo nome popular, porém o lóbulo superior das folhas do Panduriforme é muito mais arredondado.

Philodendron Panduriforme _ dicas de cultivo

Para plantar a espécie comece pela escolha do vaso que não pode ser pequeno. Porque, como ele é uma planta trepadeira, você deve colocar dentro do vaso um palito de fibra-de-coco para ser usado como suporte para a planta, que deverá crescer apoiada nele.

Depois da escolha do vaso e do palito para suporte, adquira  também: terra preta, argila expandida (cacos de cerâmica ou brita), pedriscos e terra comum.

Preparare o vaso da seguinte maneira:

  • Uma camada de argila expandida, de cacos de cerâmica ou de brita deverá ser colocada no fundo do vaso fazendo a primeira camada. Essa camada de argila é para não haver a retenção de água na planta. A drenagem é necessária para não acontecer o apodrecimento das raízes.
  • Após a primeira camada, você deve colocar uma camada de terra preta (substrato).
  • Depois dessa camada de terra preta, introduza o suporte de xaxim e após coloque a muda de filodendro cara-de-cavalo com bastante cuidado para que não aconteça das raízes serem danificadas.
  • Verifique se a muda da planta está bem colocada e comece a fazer com a mão, suavemente, o preenchimento do vaso com terra comum, assentando com a palma da mão cada punhado de terra que você colocar.
  • Pare de colocar terra antes de encher o vaso, porque será preciso colocar o pedrisco. O pedrisco acrescentado na finalização do vaso de planta embeleza ainda mais o vaso e previne contra a infestação do mosquito que transmite a dengue.

Cuidados com a planta Philodendron Panduriforme

O filodendro-cara-de-cavalo é uma planta de crescimento lento e fácil cultivo, exigindo pouca manutenção, é só seguir as dicas:

Solo: Precisa de um solo bem drenado para um Philodendron panduriforme saudável. O solo bem drenado é ótimo para garantir que você não regue demais ou encharque sua planta.

Luz: Deve ser cultivado sob meia-sombra ou luz filtrada. A exposição direta ao sol deve ser evitada, especialmente durante a hora do dia em que o sol é mais forte, pois a luz solar direta queima as folhas. Evite deixar sua planta em locais escuros, pois ela precisa da luz solar brilhante mas indireta para prosperar.

Regas: Não tem muito segredo, somente devem ser espaçadas de forma que o substrato seque superficialmente entre elas, evitando o encharcamento do solo.

Temperatura: Aprecia a alta umidade do ar, portanto é interessante utilizar um umidificador elétrico ou pratos com água para suplementar a umidade e promover seu desenvolvimento.

Umidade: Temperaturas muito quentes ou frias podem gerar o crescimento atrofiado do filodendro-cara-de-cavado, assim a temperatura ideal de cultivo é entre 16 a 24ºC.

Replantio: Replante a cada dois ou três anos, para renovação do substrato.

Fertilização: a fertilização deve ser feita mensalmente na estação de crescimento, ou seja, durante a primavera e verão, de forma moderada, com adubos de liberação lenta ou orgânicos, sempre seguindo as instruções do fabricante quanto à dosagem.

Poda: Deve ser feita apenas para remoção de folhas mortas, secas ou amareladas.

Toxidade: Todas as variedades de filodendro são tóxicas, incluindo o Panduriforme. Portanto, mantenha as crianças e os animais de estimação longe da planta.

Propagação: Multiplica-se pela divisão das mudas laterais e por sementes.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.