Cactos Frutíferas Plantas

Pitaya: conheça os benefícios e 4 formas de plantar a fruta em casa

Nativa da América central e México, a pitaya não é o fruto de apenas um, mas de centenas de cactos epífitos. Na Ásia ganhou a alcunha de fruta do dragão.   

De acordo a Enciclopédia Britânica, seu nome originou-se da palavra pitahaya, o que reporta a uma civilização pré-colombiana que habitava algumas ilhas da América Central, os Tainos, e tem por significado: fruta escamosa.

Versátil e fácil de plantar, a pitaya além de agregar valor ornamental no jardim, também oferece lindos e suculentos frutos, que podem ser consumidos frescos ou em doces, geleias, sucos ou, até mesmo, em saladas.

As flores geralmente são brancas mas, conforme a espécie de pitaya, também podem ser rosadas. Vistosas e suavemente perfumadas, têm cerca de 20 cm de diâmetro, se abrem no fim da tarde e fecham ao amanhecer. Elas despontam no início do verão

Conforme a espécie de pitaya, os frutos podem ter casca vermelha ou amarela e polpa branca ou vermelha, cremosa e salpicada de pequenas sementes pretas. Eles medem de 8 cm a 16 cm de comprimento e têm sabor levemente adocicado. Começam a se formar entre um e três anos após o plantio da muda, desde que haja polinização.

Os frutos vermelho de polpa branca e vermelho de polpa vermelha estão entre os mais conhecidos

Tipos de pitaya

As espécies de pitaya se agrupam em quatro gêneros principais – Stenocereus, Cereus, Selenicereus e Hylocereus – e as variedades mais conhecidas são :

Pitaya vermelha (Hylocereus undatus) 

Pitaya vermelha (Hylocereus undatus) 

A Hylocereus undatus possui cerca de 25 espécies do gênero, e é nativa do México, Guatemala, Costa Rica e El Salvador. É a mais comum e a que produz os maiores frutos, com até 15 cm de comprimento. Tem a casca em tons de vermelho e polpa branca, além de sementes menores.

Pitaya de polpa e casca vermelha (Hylocereus lemairei)

Pitaya de casca e polpa vermelha (Hylocereus lemairei)

A Hylocereus lemairei se destaca pelo tom vermelho de sua polpa, que causa um efeito especial quando usada em drinques.

Pitaya amarela (Hylocereus maegalanthus)

Pitaya amarela (Hylocereus megalanthus)

A Hylocereus megalanthus é originária das regiões da Colômbia ou Equador, e, como já indica o nome, possui casca na cor amarela, enquanto a polpa varia entre branco e translucida com sementes maiores do que as encontradas na versão vermelha. É a que tem os frutos mais doces e saborosos, que medem até 12 cm de comprimento.

Pitaya do cerrado (Selenicereus setaceus)

Pitaya do cerrado (Selenicereus setaceus)

O Selenicereus setaceus, conhecido como pitaya do cerrado, é o tipo de pitaya comumente encontrado no Brasil. Ele se apresenta como pequenas frutas com espinhos.   

Benefícios da pitaya para a saúde

Analisando a pitaya do ponto de vista nutricional pode-se dizer que a fruta é rica em vitamina C, B1, B2, B3 e também conta com a presença de minerais como ferro, cálcio e fósforo. Além disso, podemos encontrar na pitaya também a tiramina (aminoácido que transforma gordura em energia) e a antocianina (ajuda a eliminar os radicais livres do organismo).

E ao contrário do que muitas pessoas pensam, além da polpa da pitaya, suas folhas e sementes também podem ser consumidas. Enquanto suas folhas podem ser usadas em chás, suas sementes podem substituir o gergelim nas refeições.

Além de ser consumida in natura, a pitaya é usada no preparo de drinques, refrescos, doces e geleias

 Veja o que a pitaya pode fazer no seu organismo:

  • Combate a quantidade excessiva do seu colesterol que, estando em níveis muito altos pode provocar doenças cardiovasculares como infarto e Avc.
  • Combate a hipertensão arterial que, pode provocar a insuficiência cardíaca.
  • Regula o diabetes que, não controlada pode trazer muitas complicações no coração, artérias, olhos, rins e nervos. 
  • Fortalece o sistema imunológico que, enfraquecido pode ser uma porta aberta para vírus em surtos de pandemias como a covid 19.
  • Auxilia no processo digestivo quando a má digestão pode causar muito desconforto provocando o estresse e outras complicações no estomago.  
  • Contribui para a beleza da pele evitando manchas e o envelhecimento precoce.
Aprenda 4 formas de como plantar pitaya em casa

4 formas de plantar pitaya em casa

A pitaya pode ser cultivada em canteiros, vasos ou direto no chão. O primeiro passo para plantar pé de pitaya é escolher entre as duas formas de obter suas mudas, sendo elas: por sementes ou por estacas.

1. Por sementes

Retire as sementes maduras da pitaya, lave-as com água corrente e depois coloque-as na terra. A floreira de madeira ou vaso deve ter substrato específico para a produção de mudas, ter uma rega diária e moderada (sem encharcar) e receber luz natural. Após o plantio, as sementes devem começar a germinar de 8 a 12 dias.

Cerca de 5 meses depois, selecione as mudas de 15 a 20 cm de altura e plante-as em vasos com profundidade mínima de 40 cm, com solo bem drenado, mais leve.

2. Por estacas

Retire estacas das plantas adultas e plante-as em recipientes com solo fértil e bem drenado. A rega deve ser diária e moderada no primeiro mês. Após 30 dias as mudas possivelmente já terão raízes que permitem o transplantio no chão do terreno.

A piitaya precisa de um terreno com boa iluminação e solo que tenha boa drenagem e substrato fértil

3. Como plantar pitaya no chão

Lista de materiais:

  • Muda de pitaya madura
  • Enxada
  • Terreno com boa iluminação e um solo que tenha boa drenagem e substrato fértil
  • Mourão de madeira (eucalipto)
  • Fio macio para amarrar plantas (fio específico para amarrar plantas)

Modo de preparo:

  1. Com o auxílio de uma enxada, finque o mourão de madeira (eucalipto) no solo;
  2. Depois abra três buracos ao redor do mourão de madeira com cerca de 30 cm de diâmetro. Nesta etapa coloque o adubo da terra;
  3. Pegue a muda de pitaya, encoste a parte lisa no mourão de madeira e enterre apenas 5 cm da parte com raízes. Para a sustentação a planta amarre a estaca com um fio junto ao mourão;
  4. Regue diariamente de forma moderada (sem encharcar).

OBS: para cada mourão de madeira é possível plantar três mudas de pitaya. As mudas devem ser amarradas junto ao mourão de madeira para não cair.

Aprenda como plantar pitaya em vasos

4. Como plantar pitaya em vaso

Lista de materiais:

  • Muda de pitaya madura
  • Pá de jardinagem
  • Um vaso grande com furos no fundo (com pelo menos 40 cm de profundidade)
  • Substrato rico em matéria orgânica
  • Argila expandida
  • Mourão de madeira
  • Terra para plantar

Modo de preparo:

  1. Pegue o vaso de planta grande e forre o fundo do vaso com argila expandida;
  2. Depois adicione o substrato rico em matéria orgânica e misture com um pouco de terra;
  3. Finque um mourão de madeira no centro do vaso;
  4. Faça uma cova com a pá de jardinagem, plante a muda de pitaya no substrato e cubra-a com a terra. Nesta etapa encoste a muda no mourão e amarre-a para mantê-la firme;
  5. Regue diariamente de forma moderada (sem encharcar).
Por ser uma espécie de cacto, a pitaya tolera bem clima quente e seco

Dicas importantes

  • Para se tenham sucesso no plantio da pitaya a fertilização deve priorizar o uso de adubo com baixo teor de fósforo;
  • Como a pitaya costuma crescer de forma que suas folhas fiquem despencadas a recomendação é que as mudas fiquem amarradas junto ao mourão;
  • Você pode fazer as amarras com barbante grosso ou fio macio específico para plantas, de forma que não machuque o crescimento da planta;
  • A pitaya pode chegar até 6 metros de altura, por isso a dica é fazer outras amarras conforme a planta for crescendo;
  • Por ser uma espécie de cacto a pitaya tolera bem clima quente e seco (temperaturas entre 18 ºC a 26 ºC);
  • As regas devem ser feitas de forma moderada, pois o excesso pode ocasionar o apodrecimento da planta;
  • Para a produção de frutos maiores é fundamental que os brotos laterais sejam removidos durante a poda, prevalecendo apenas as ramificações da copa da pitaya.
As flores de pitaya são geralmente brancas, vistosas e suavemente perfumadas

Floração e Frutificação

A Pitaya produz uma das mais belas flores, no entanto, a floração dura entre 8 e 12 horas e só acontece a noite. Uma Pitaya adulta pode proporcionar até 3 safras anuais.

A pitaya é uma fruta delicada, que depois de ser colhida não continua o processo de amadurecimento

Colheira da pitaya

A colheita da Pitaya é mais delicada que das demais frutas pois após colhida a fruta não continua o processo de amadurecimento. Portanto, o produtor orgânico deve estar sempre atento à fruta antes de colher. Quando a casca da fruta estiver vermelha ou rosa em tonalidades vibrantes, é porque a Pitaya está pronta para a colheita.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.