Plantas Utilidades

Repelente natural: 10 plantas que vão afastar os insetos da sua casa

Para acabar com insetos no jardim e também dentro de casa, uma opção saudável e ecológica é cultivar plantas que funcionam como repelente natural.

O que faz com que as plantas tenham essa ação repelente são seus óleos essenciais cujo odor incomoda aos insetos apesar de serem agradáveis ao nosso olfato.

Isso não quer dizer que os insetos vão desaparecer só por você ter plantada uma alfazema, um alecrim ou um canteiro de crisântemos mas, com certeza irão diminuir.

Escolhendo as espécies corretas e tomando os devidos cuidados, é possível ter belos exemplares de ervas até mesmo em um pequeno apartamento. Se interessou? Continue lendo para conhecer 10 plantas repelentes para afastar os insetos.

1. Citronela

Os poderes repelentes da citronela são tão famosos que muitos cosméticos utilizam óleo essencial de citronela na preparação de loções. A citronela cresce em forma de arbusto, por isso se dá melhor em jardins e espaços abertos. 

Entretanto, também é possível ter uma citronela em vaso com os cuidados certos. A dica é mantê-la em um vaso pequeno, para que não chegue até a fase de arbusto. Assim, é possível deixar sua casa protegida e com o gostoso perfume da planta. 

A citronela gosta de água e sol, por isso é importante um local com luz direta. A rega deve acontecer sempre que o solo estiver seco, o que ocorre uma vez a cada dois ou três dias, dependendo da temperatura. 

Quem tem um quintal ou uma área aberta também pode investir em um vaso maior. Entretanto, nesses casos é necessário ficar de olho e realizar a poda regularmente, ou a planta pode crescer demais e sentir falta de espaço. 

2. Alecrim

Além de perfumado e delicioso, o alecrim também é conhecido por seu sabor característico. Seu gosto forte vai muito bem com carnes e vegetais, mas não agrada muito os insetos. Assim, ter um alecrim em casa não só vai incrementar os pratos, como também manter os insetos longe. 

Aliás, a planta gosta muito de sol. Então, para os amantes dos temperos, a dica é buscar o ponto mais iluminado da casa. Como vem de uma área mais seca, a rega não precisa ser tão frequente. Uma ou duas vezes na semana, dependendo da temperatura, deve ser suficiente. 

Para os temperos, vale reforçar uma dica importante: ao utilizar seu alecrim, tire sempre dos ramos mais baixos e mais compridos, e corte cerca de 5 cm a partir da ponta. Assim, a planta poderá crescer, continuar temperando os alimentos e afastando bichinhos indesejados.

3. Alfazema

Para quem busca plantas repelentes de insetos com um toque de sofisticação, a alfazema é a escolha certa. Também chamada de lavanda, essa planta é conhecida por seu perfume irresistível e seu suave tom púrpura, que enche campos em diferentes regiões da Europa. 

Apesar de seu aspecto sofisticado, é possível plantar alfazema em casa. Nesse caso, a lavanda precisa de algumas horas de sol por dia, além de um clima ameno e seco. Por isso, o ideal é buscar uma área mais reservada, de preferência próxima à janela. A rega pode acontecer uma ou duas vezes por semana, dependendo das temperaturas. 

E o melhor é que, apesar do odor de lavanda ser considerado muito agradável, os insetos não compartilham da mesma opinião. Assim, além de deixar sua casa charmosa  e cheirosa, você ainda vai estar livre de visitantes indesejados. 

4. Manjericão 

Outro favorito dos cozinheiros, o manjericão também é um ótimo espantar mosquitos. Essa erva aromática originária da Ásia e África é excelente em molhos, massas e carnes, e ainda por cima mantém os insetos longe.

Para manter um vaso em casa a plantinha precisa de algumas horas de sol diariamente, já que o manjericão adora calor. A planta também precisa de muita água, e as regas devem acontecer diariamente ou uma vez a cada dois dias, dependendo da estação. 

5. Arruda

Uma das plantas repelentes de moscas e outros insetos mais famosas, a arruda faz sucesso nos lares de vários brasileiros. Isso porque além de elegante e perfumada, a arruda é conhecida por afastar energias ruins, além, claro, de manter os insetos longe.

Originária do mediterrâneo, a arruda já era popular desde a Grécia Antiga. E hoje é fácil tê-la em casa, já que é uma plantinha muito versátil e, apesar de adorar sol, também se adapta a ambientes com luz indireta. Então, basta ter um local bem iluminado. 

A rega deve ser moderada, ocorrendo uma vez a cada três ou quatro dias, sempre que o solo estiver seco. A arruda também pode ser consumida na forma de chá, mas isso deve ocorrer de forma moderada devido às contraindicações. 

6. Boldo

Outra planta repelente muito famosa, o boldo faz parte do imaginário brasileiro. Afinal, é muito comum tomar seu chá de forma terapêutica, para ajudar em problemas gastrointestinais. 

Na verdade, há alguns tipos de boldo, e o mais comum de se encontrar em vasos é o boldo-da-terra. É uma erva excelente para auxiliar tanto o estômago como o fígado, mas seu chá também possui contraindicações, por isso deve ser ingerido com cuidado. 

Como é uma planta que adora sol, precisa de um espaço que recebe luz e calor diariamente. Além disso, também precisa de água de forma regular, com regas a cada dois ou três dias, sempre que o solo estiver seco. Apesar de ter um sabor muito amargo, o boldo possui um perfume delicado que afastam os mosquitos.

7. Hortelã

A hortelã tem um aroma e um sabor muito forte, os humanos geralmente gostam, mas os bichos não aguentam. Desde já, esta planta é capaz de proteger a casa de aranhas, moscas-das-frutas e outros insetos. Pode até ser eficaz para manter os ratos afastados.

É melhor cultivar a hortelã em vasos pois esta planta se espalha de forma agressiva e ocupará todo o seu jardim.

8. Gerânios

Além de serem coloridos e perfumados, os gerânios são um repelente de mosquitos perfeito. Estas flores atuam como uma barreira contra os mosquitos, então você simplesmente terá que colocar alguns vasos nas suas janelas e varandas e você criará a melhor parede contra esses insetos.

O melhor perfume para este fim é o de limão, que lembra a citronela. A fragrância forte afasta vários tipos de pragas.

Essas plantas de crescimento rápido gostam de climas quentes, ensolarados e secos, mas se você estiver em uma área de clima frio, elas podem ser cultivadas em vasos com poda constante.

9. Crisântemos

A maioria das pessoas que ganha aqueles vasinhos de crisântemos de lembrança nem imagina que a flor é um poderoso inseticida natural, já que é rica em piretrina.

A substância também pode ser usada como repelente diretamente no corpo. Para isso, basta esfregar as flores na pele. O melhor, entretanto, é que, além dos mosquitos, a planta ainda espanta baratas, moscas e besouros.

Além dos vasinhos de crisântemos espalhados pela casa, quando plantada no solo, a planta forma um canteiro lindo de fartas flores coloridas no jardim.

10. Sálvia

A sálvia, também chamada de salva ou salva-das-boticas, além de ser um eficaz repelente natural que ajuda a manter longe diversos tipos de insetos, pode também ser usada para temperar a comida e preparar chás.

Esta planta pode ser cultivada em vasos pequenos, que devem ser colocados à janela ou na varanda, pois ela necessita de pegar algumas horas de sol direto para que possa crescer.

Para plantar a sálvia, são usadas sementes, que devem ser enterradas 1 a 2 centímetros na terra, necessitando depois de ser regadas para a terra ficar ligeiramente úmida. A terra desta planta deve ser mantida úmida sempre que possível.

Para quem quer adicionar um pouco de charme em casa e ainda manter os insetos afastados, as plantas repelentes acima são uma ótima ideia. Entretanto, lembramos que a melhor forma de combater os insetos transmissores de doenças, como o Aedes Aegypti, é não deixar água parada e ficar sempre atento à higiene. 

Você também pode gostar...

1 comentário

  1. Anônimo diz:

    Eu tenho essas ervas e também os cactos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.