Suculentas

Rosinha de sol: como cultivar essa delicada plantinha!

A Rosinha de sol é a verdadeira queridinha da jardinagem e é bastante utilizada em muitos jardins por conta de sua beleza e delicadeza. 

Planta presente no grupo das suculentas e tipicamente encontrada no continente africano, a Rosinha de sol dá flores que são solitárias e com pétalas bem pequenas em formato achatado.

Em uma mesma haste, diversas pétalas são criadas e, com isso, as flores são mais delicadas – o que dá um visual incrível e deixa a decoração muito mais bonita.

Além disso, por ser fácil de cuidar, adaptável a diferentes locais, muito bonita e super delicada, essa espécie é muito procurada e pode ser uma das queridinhas para plantio dentro de casa também, desde que tenha contato com luz em uma parte do dia, pelo menos.

Se você quer saber mais sobre a Rosinha de sol, sua origem, tipo de clima ideal e dicas de cultivo, é só continuar acompanhando o artigo abaixo até o final! 

Características da Rosinha de Sol

Aptenia Cordifolia, é o nome científico da espécie conhecida popularmente como Rosinha de sol. Ela faz parte de um gênero pouco abundante e que conta com cerca de 4 espécies apenas.

Sua origem está relacionada ao continente africano, especificamente na África do Sul – por lá, inclusive, é muito utilizada como planta ornamental e tem um grande valor agregado. Tendo em vista seu habitat, é uma planta que gosta de climas tropicais e subtropicais.

Também por isso, é uma suculenta que se dá muito bem com o clima brasileiro. Por aqui, é muito vista sendo cultivada como planta suspensa e, dessa forma, pode-se tornar uma planta pendente sem problemas.

Além disso, a Rosinha de sol é perene e seu ciclo de vida é longo. Dessa forma, suas folhas em tom de verde claro podem durar por bastante tempo. As suas flores, por sua vez, também vivem por um bom período e apresentam um tom mais avermelhado, que também pode ser mais puxado para o rosado e ou alaranjado.

É durante o verão e parte da primavera, inclusive, que a Rosinha de sol atinge todo o seu potencial de desenvolvimento. Sendo uma planta muito familiarizada com climas tropicais, não necessita de muitas regas e, no geral, o ideal é que a terra fique bem seca antes de fazer o processo. 

Como cultivar a Rosinha de Sol?

É possível encontrar as mudas de Rosinha de sol em qualquer loja de paisagismo, floriculturas e supermercado. Por ser uma espécie muito adaptável, popular e com possibilidade de ser usada dentro das casas, é facilmente encontrada em diversos locais.

A forma de cultivo da Rosinha de Sol vai depender do objetivo diante da espécie. Se a intenção é construir uma decoração mais rasteira, no caso, é importante plantar algumas mudas uma do lado da outra, sem grande espaçamento – o que dá um lindo visual para jardins de chão.

Por outro lado, se você deseja plantá-la de forma suspensa e sozinha, apenas uma planta é o suficiente para fazer um trabalho de decoração incrível.

SHOPEE.COM.BR

Sementes De Rosinha De Sol Vermelha

Rosinha de Sol: como cuidar?

Chegou o momento de falarmos sobre os cuidados específicos com a Rosinha de sol.  Acompanhe abaixo com mais detalhes!

Clima

Como mencionado, a Rosinha de sol é uma espécie muito encontrada na África do Sul e, por isso, seu clima preferido é o tropical e subtropical também.

Dessa forma, ela prefere uma boa quantidade de luz todos os dias e de forma difusa, principalmente. Também aceita meia sombra, mas prefere mais tempo em contato com o sol indireto.

Solo

O substrato ideal para a Rosinha de sol é fértil, enriquecido com bastante matéria orgânica e drenável. 

Poda

A poda da Rosinha de sol pode ser realizada, de preferência, depois da primavera – período em que a planta se desenvolve bastante.

No caso, também é válido pensar no local em que você irá plantá-la – se ela estiver pendente, no caso, o ideal é que o processo de poda seja mais frequente a depender das suas necessidades.

Regas

As regas da Rosinha de sol podem ser feitas com certa cautela. Sendo uma suculenta, o ideal é que esse processo aconteça apenas quando o solo estiver bem seco. Normalmente, 1 vez na semana é o suficiente.

Adubação

A adubação da Rosinha de sol pode ser feita sem problemas. Nesse caso, é possível utilizar uma formulação de adubo químico ou fertilizantes orgânicos e húmus de minhoca.

Propagação

Multiplica-se por sementes e por estacas.

Estacas cortadas no final do inverno, em substrato leve e mantido apenas úmido. As estacas terão raízes em cerca de 3 semanas.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.