Plantas Suculentas

Senecio Serpens: como cuidar da suculenta Senécio Azul

Senecio Serpens, mais conhecido com Senécio azul é uma suculenta que pertence à família botânica Asteraceae. É uma planta perene, originária da Africa do Sul, com folhas carnudas com tonalidade azul acinzentada, com forma cilíndrica e linear.

No verão esta suculenta oferece-nos umas pequenas flores brancas amareladas, sem grande interesse ornamental.

Devido ao aspecto fosco de suas folhas alongadas e cilíndricas, este senécio é conhecido como blue chalk sticks, bastões de giz azuis, nos países de língua inglesa.

Senecio serpens apresenta o porte de um pequeno arbusto, com ramificações, sendo frequentemente utilizado em floreiras, jardineiras, arranjos com rochas e na decoração de jardins. Ele valoriza os canteiros e bordaduras formando lindas combinações. 

O aspecto roliço e empoeirado das folhas suculentas do senécio azul é resultado da deposição de uma camada de pruína sobre estas estruturas, substância cerosa com a aparência de um fino pó translúcido. Quando removido, este material revela uma superfície mais brilhante e esverdeada. Como a pruína retirada não é reposta pelo senécio azul, é sempre bom manipular a planta com cuidado, para que sua aparência fosca e azulada não seja prejudicada.

Como cuidar da suculenta senécio azul

  • Luz: Aprecia ambientes ensolarados, resistindo ao sol direto. Deve receber pelos menos 8 horas diárias de sol. A falta de luz provoca folhas enfraquecidas, mais finas, com tonalidade verde ao invés do azul acinzentado.
  •  Temperatura– É uma planta tolerante que sobrevive em vários tipos de clima, Tropical, Sub Tropical, Mediterrânico, Oceânico, Semi arrido. Contudo mostra fragilidade às geadas e a temperaturas abaixo dos 5ºC.
  •  Regas: O Senécio é uma planta muito resistente à seca, aprecia regas moderadas, com intervalos que permitam deixar secar a terra entre as irrigações. No Inverno as regas devem ser reduzidas.
  •  Solo: Requer solos com boa drenagem, ricos em matéria orgânica e misturados com areia. Os substratos indicados a suculentas são os ideais. É tolerante a solos pobres.
  •  Fertilização: A adubação deve ser realizada no inicio da primavera até ao Verão, com um adubo equilibrado, diluído numa percentagem de água superior à recomendada pelo fabricante. As aplicações devem ter intervalos de duas semanas.
  •  Multiplicação: A propagação realiza-se entre a Primavera e o Outono, pela plantação de estacas dos ramos superiores ou pelo enraizamento das folhas. Também é possível fazer a multiplicação por via de sementes, estas requerem humidade constante para germinarem e temperaturas rondando os 13ºC.
  • Manutenção: É recomendo realizar uma poda no fim do Inverno ou inicio da Primavera. O objetivo é fortalecer a planta e dar-lhe novo vigor.

Problemas comuns associados ao Senecio Serpens

Seu Senecio Serpens provavelmente enfrentará os seguintes problemas:

1. Estiolação

Se sua suculenta não receber uma quantidade adequada de luz solar diariamente, os caules se estenderão na direção da luz e ficarão com uma aparência pescoçuda. Você pode salvar suas suculentas pescoçudas, através da realização de uma poda drástica, popularmente conhecida como decapitação.

Para tanto, basta cortar a porção superior da planta, de modo a encurtar seu caule. As folhas próximas à base podem ser retiradas. É importante que este segmento fique descansando, por algumas horas ou dias, em um local sombreado e ventilado, para que o corte seja cicatrizado. Depois disso, ele pode ser plantado separadamente, gerando uma nova planta, mais compacta.

O estiolamento pode ser evitado se você puder fornecer pelo menos 8 horas de luz diariamente para sua suculenta.

2. Pragas

As cochonilhas são as pragas mais comuns que atacam o Senecio Serpens, deixando as suculentas com as folhas amarelas e murchas.

Você também deve tomar cuidado com as formigas, mesmo que elas não estejam em multidões. Limpar cuidadosamente as cochonilhas com um pano embebido em álcool pode ajudar a se livrar das pragas.

Para garantir que essas pragas se afastem de suas suculentas, borrife sabão inseticida ou óleo de nim.

3. Apodrecimento da raiz

A doença mais comum que afeta Senecio Serpens é a podridão radicular, resultante do excesso de água e da má drenagem. Para evitar o apodrecimento das raízes, não permita que suas suculentas fiquem na água. Além disso, certifique-se de que o solo seque de cima para baixo antes de regar novamente.

Se as raízes já começaram a apodrecer, corte as áreas afetadas com uma faca desinfetada e replante a suculenta.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.