Suculentas

Suculenta dedo de moça: Sedum Pachyphyllum

Sedum Pachyphyllum, conhecida como dedo de moça por causa do seu formato de dedinhos, é uma suculenta perene, nativa do México. Fácil de cuidar, não precisa de muita atenção e sobrevive bem com pouca água.

A suculenta dedo de moça pertence à família das Crassuláceas e possui folhas verde-claro e cilíndricas com uma coloração que lhe confere um aspecto ainda mais intrigante – tons de verde suave são compensados ​​pelas pontas das folhas em tons de rosa ou vermelho, quando expostas ao sol pleno.

Os tons das folhas são levemente atenuados por uma camada de pruína, uma espécie de pó, presente nas suculentas para sua proteção. Portanto, tome cuidado ao manusear essa variedade para não estragar essa camada com as marcas de suas impressões digitais.

À medida que o Sedum pachyphyllum amadurece, as hastes começam a se ramificar, criando uma massa arbustiva e arejada de folhagem de aproximadamente 30 centímetros de altura e largura. Seus ramos, caso não sejam podados, podem se desenvolver e ganharem o aspecto pendente.

O brilho do sol é a chave para a melhor coloração desta variedade e também incentivará uma profusão de flores amarelas durante os meses de primavera e verão.

Na sombra a suculenta dedo de moça fica verde, sem o colorido tão esperado, portanto é muito importante deixar esta suculenta tomar sol direto algumas horas ao dia.

Esta variedade pode deixar cair rapidamente as folhas, mas é também uma das mais fáceis de se propagar. Cultivará prontamente raízes tanto a partir de estacas de caule como de folhas.

Muitas pessoas confundem o Sedum Pachyphyllum com o Sedum Morganianum (rabo de burro) porque essa espécie também é conhecida como dedo de moça, mas é uma planta totalmente diferente, uma suculenta pendente de folhas sempre verdes.

Cuidados com o Sedum Pachyphyllum

As suculentas da família Sedum toleram as mais variadas condições, tornando-as ideais para todos os tipos de locais.

Em geral, toleram bem climas quentes e secos , mesmo curtos períodos de geada e temperaturas abaixo de 0.

O mais problemático é a umidade. É importante usar um substrato bem drenado para evitar que a planta apodreça.

Siga as recomendações para o cultivo:

Irrigação 

A irrigação deve ser abundante e pouco frequente. O substrato deve estar completamente seco antes de regar novamente. No inverno, limite a rega ao mínimo. Evite molhar folhas, caules e flores ao regar.

Substrato

Coloque em um vaso com furos no fundo, e solo bem drenável rico em matéria orgânica. Uma boa opção é usar mistura própria para cactos e suculentas, ou faça uma mistura de turfa com perlita ou areia. Não deixe prato embaixo, pois se ficar encharcada a planta morre.

Luz  

Precisa de horas suficientes de luz. Melhor na sombra parcial do que no sol direto. Apesar deste, sedum precisar de sol para ficar colorido, quanto mais sol mais amarela e avermelhada ficam suas folhas. Trata-se de uma suculenta que vive bem na meia sombra ou sol pleno. Entretanto, é importante verificar as condições da planta, adaptar devagar ao sol caso veio de cultivo na sombra e ver as condições climáticas do local, o sol muito forte pode prejudicar a planta, sendo necessário uma proteção ou sombrite, isso vale para todas as suculentas cultivadas em regiões de muito calor ou sol bem forte.

Fertilização

Uma vez na primavera e uma vez no verão com fertilizante para suculentas ou NPK 10-10-10 bem diluído em água (diluo pelo dobro de água do recomendado na embalagem). Se o substrato for novo (menos de 1,5 ano) não há necessidade de fertilizar.

Como reproduzir o Sedum Pachyphyllum?

As plantas  da família Sedum se reproduzem bem naturalmente. Cada planta “mãe” dá origem a “filhas” ao seu redor chamadas ventosas.

Se separarmos uma dessas ventosas, podemos replantar em outro vaso. A nova planta se tornará “mãe” e gerará mais plantas.

Também podemos reproduzir cortando uma folha ou caule na base logo abaixo de uma roseta.

Após o corte da folha ou caule, devemos deixar secar até que se forme calo na área cortada. Desta forma evitamos um excesso de umidade nas primeiras semanas.

Uma vez formado o calo, podemos plantar no substrato recomendado e regar levemente. Só regamos novamente quando o substrato estiver seco.

É aconselhável fazer esses transplantes na primavera, quando a planta está mais ativa.

Sinônimos e nome comum de Sedum Pachyphyllum

A etimologia do nome consiste em duas partes:

  • Sedum:  Do latim. Nome comum usado na Roma antiga para designar muitas plantas suculentas.
  • Pachyphyllum:  Originário do latim moderno, significa “folhas grossas”.

Além disso, esta planta pode ser conhecida por vários outros nomes:

  • Dedinhos, Muitos dedos, Dedo de Deus, Jujuba, Planta Feijão, Geleia de Feijão; (no Brasil)
  • Blue Jelly Bean, Silver Jelly Beans, Succulent Beans, Stonecrop; (no exterior)

A suculenta dedo de moça é uma excelente escolha como planta ornamental, por ser rústica e de baixa manutenção, podendo ser cultivada em vasos e jardineiras, tanto em ambientes internos como externos.

NOTA: Não há comprovação de que o Sedum Pachyphyllum seja uma planta tóxica, embora algumas suculentas da família Crassulaceae foram indentificadas como tóxicas para animais.

Mas algumas evidências sugerem que o Sedum Pachyphyllum pode causar uma ligeira irritação digestiva se consumido em grandes quantidades. Também é aconselhável ter cuidado ao manusear a planta, pois pode causar irritação na pele. Portanto, como precaução, é melhor mantê-la longe de crianças e animais domésticos.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.