Suculentas

Suculenta espiral: dicas simples de como cultivar essa suculenta

A Albuca spiralis, mais conhecida como suculenta-espiral é uma planta bulbosa e suculenta, da família das Hyacinthaceae. Originária da África, essa espécie tem um ciclo de vida perene, podendo chegar a uma altura máxima de 30 centímetros.

Suas folhas são muito peculiares, além de suculentas, elas tem o formato linear, cor verde-azulada e pontas enroladas, como num saca-rolhas.

As folhas surgem no outono-inverno e caem após a floração e frutificação da planta, que termina o ciclo no final da primavera, quando a planta entra em dormência.

Em clima ameno, é possível que a suculenta-espiral perenize e permaneça com suas folhas durante o ano todo.

As flores são amarelo esverdeadas e surgem pêndulas, em inflorescências eretas que se elevam acima da folhagem. Seu perfume é doce e lembra baunilha e manteiga. A floração pode durar até 30 dias.

Apesar disso, é importante frisar que para o efeito encaracolado das suas folhas, a suculenta-espiral necessita tomar uma boa quantidade de sol direto durante o seu crescimento no outono.

Em locais mais quentes, ela pode ser protegida em torno do meio dia. Depois que as folhas se desenvolverem ela pode ser levada para uma janela bem iluminada dentro de casa.

Pode ser plantada em vasos, ou diretamente no jardim, em canteiros bem drenados, combinando com jardins rochosos, contemporâneos e de inspiração desértica.

Dicas simples para o cultivo da Suculenta Espiral

Deve ser cultivada sob sol pleno ou meia sombra, em solo perfeitamente drenável, próprio para plantas suculentas.

Durante o seu crescimento e todo o período vegetativo, necessita regas regulares, de forma que o substrato seque superficialmente entre as regas. Após o início da dormência o substrato deve permanecer totalmente seco até o início do outono, quando poderá ser irrigado novamente.

Cuidado com adubação orgânica e com a drenagem do vaso, o excesso de umidade pode provocar a podridão do bulbo.

O bulbo pode ser plantado superficialmente, ficando o seu colo para fora da terra. Toleram baixas temperaturas de até -7°C, entretanto, não tolera geadas e chuvas intensas. O melhor clima para serem cultivadas está entre os 14ºC e 25ºC.

O substrato mais recomendado para esta suculenta é uma mistura em partes iguais de areia grossa e terra vegetal de boa qualidade. Ou usar substratos específicos para suculentas. Deve-se fertilizar durante o outono e inverno, com fertilizante solúvel uma vez ao mês.

A Albuca spiralis multiplica-se por sementes.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.