Suculentas

Suculenta Lovely Rose: dicas de cultivo

A suculenta Lovely Rose, com certeza, é uma das suculentas mais diferentes que você provavelmente já viu. Isso se dá pelo seu formato que, literalmente, é muito parecido com uma rosa. 

Apesar de ser também uma Echeveria, essa espécie é um pouco diferente das demais, já que tem um porte bem menor. Suas folhas, no caso, tem uma cor verde pálida, são carnudas e também podem adotar um formato pontiagudo.

Com o tempo, seu caule vai crescendo e, para que ela continue bonita, você pode replantá-la em um vaso maior e colocar mais substrato, se preferir. Caso não, a suculenta Lovely Rose com caule aparente também fica incrível.

A suculenta Lovely Rose também pode ser encontrada por Graptoveria Lovely Rose – já que essa espécie pertence à família Crassulaceae e ao gênero x Graptoveria. As suculentas desse gênero são o resultado do cruzamento híbrido, ou seja, entre dois gêneros distintos manipulados pelo homem, nesse caso o Graptopetalum e a Echeveria.

A suculenta Lovely Rose também pode ser considerada uma das mais belas e mais desejadas espécies pelos colecionadores, e isso faz com que sua popularidade apenas aumente ao longo do tempo.

Assim como outras espécies da mesma família, é também uma ótima opção para ser cultivada em ambientes externos e internos (desde que, claro, receba luz solar de forma correta). 

Importante ressaltar que essa é apenas uma entre as espécies Echeveria. Esse é um gênero de plantas pertencentes à família Crassulaceae. Nele, há cerca de mais de 170 espécies reconhecidas atualmente e, normalmente, suas espécies são encontradas no México, Texas e América do Sul em geral.

As suas flores são típicas das suculentas echeverias. Elas aparecem ao longo das suas compridas hastes florais e possuem uma coloração amarelada.

Características da Suculenta Lovely Rose

A suculenta Lovely Rose, cujo nome científico é Echeveria suculenta Lovely Rose, tem sua origem um pouco mais distante que as demais espécies. É de origem coreana e tem seu ciclo de vida perene.

Mesmo tendo seu habitat um pouco mais longe, também é uma suculenta encontrada no Brasil é muito popular por aqui, principalmente, entre colecionadores.

No caso dessa espécie, é muito importante citar que a facilidade em cultivo é uma das suas principais características.

É uma espécie com boa adaptabilidade e, consequentemente, consegue se desenvolver bem em diversos locais – além de também ter um crescimento mais rápido.

A suculenta Lovely Rose, além disso, gosta de climas mais quentes e uma umidade média a seca – nesses casos, não se preocupe caso esquecer em algum momento de fazer o processo de rega, ela não irá morrer ou sofrer por isso.

O recomendado, ainda, é que a suculenta Lovely Rose seja cultivada em clima quente e, inclusive, em sol pleno. No entanto, recomenda-se que a luminosidade também seja ligeiramente difusa para que não haja risco das folhas serem queimadas, a depender da quantidade e intensidade de sol.

Apesar disso, é possível afirmar que a suculenta Lovely Rose também consegue tolerar bem climas mais amenos e, até mesmo, aqueles mais frios. Nesses casos, porém, é importante garantir que a planta seja protegida.

Então, se você cultivar a suculenta Lovely Rose fora de casa, o ideal é que, em dias frios, você a deixe embaixo de toldos ou coloque ela dentro de casa para que não haja riscos.

Falando em cultivo dentro de casa, não tem problema se você não tiver uma intensidade de sol muito grande. Nesses casos, o ideal é cultivar a suculenta Lovely Rose próxima de janelas e com boa circulação de ar – somente isso já vai garantir um bom desenvolvimento dela.

Como cultivar a Suculenta Lovely Rose?

Por ser uma planta com enorme valor ornamental, a suculenta Lovely Rose pode ser encontrada em lojas de paisagismo ou específicas de suculentas.  

A propagação dessa espécie, assim como de outras Echeverias, pode ser feita através das folhas, caules e germinação das sementes – assim como outras suculentas. No entanto, a utilização do método por estaca acaba sendo o preferido por ser mais rápido e fácil.

Como cuidar da Suculenta Lovely Rose?

Agora que já falamos sobre as características principais da suculenta Lovely Rose,  vamos falar um pouco sobre os cuidados mais importantes para mantê-la sempre bonita. 

Lembre-se que são esses cuidados que garantirão que a planta viva por bastante tempo, então, atente-se a eles.

Vamos lá? É só acompanhar abaixo!

Clima

A suculenta Lovely Rose é uma espécie que se dá bem com alguns tipos de clima, sendo eles: tropical e subtropical também.

Apesar disso, o ideal é mantê-la em um ambiente mais quente, seco e com boa incidência de sol – de forma direta ou indireta, como já comentado anteriormente. 

Por ser bem adaptável, é uma planta que consegue viver em uma variação entre 10ºC e 32ºC, sem problema algum – desde que, claro, seja protegida em períodos mais frios.

Rega

As regas da suculenta Lovely Rose podem ser espaçadas porém regulares – apesar disso, não é uma espécie que precisa de muitas regas.

No caso, a regularidade se dá a partir do substrato e, dessa forma, você só deve regá-la quando ele estiver totalmente seco.

No caso da suculenta Lovely Rose plantada dentro de casa, no entanto, é interessante que a umidade seja mais frequente, já que o substrato de vasos costumam secar de forma mais rápida que o substrato de jardins – por isso, observe com bastante atenção seu substrato.


Solo

O substrato ideal para a suculenta Lovely Rose é um mais drenável, arenoso e poroso (você pode utilizar areia, fibra de coco, casca de pinus bem triturada, terra vegetal e vermiculita, por exemplo).

Também pode ser um solo enriquecido com bastante matéria orgânica, apesar de não ser algo essencial para essa Echeveria.

Poda

A poda da suculenta Lovely Rose, assim como outras Echeverias, está relacionada ao seu controle de tamanho apenas. Dessa forma, você pode realizar esse processo a cada 6 meses, a depender da evolução e desenvolvimento da planta.

Adubação

A fertilização da suculenta Lovely Rose é muito bem-vinda mas não necessária.

Se preferir, você pode fazer uso de adubos voltados para o desenvolvimento de suculentas ou o famoso NPK 10-10-10. Opte por fazer esse processo a cada 3 meses, se quiser.

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.