Flores

Thunbergia mysorensis: como cuidar da trepadeira Sapatinho de Judia

A Thunbergia musorensis ou Sapatinho de Judia, é uma trepadeira com inflorescências longas e pendentes, compostas de flores de coloração amarela com marrom avermelhado, que lembram o formato de um chinelinho ou sapatinho.

Sua folhagem também é bastante ornamental, destacando as flores, pelo verde escuro das folhas. Ela é muito apropriada para cobrir pérgolas, pórticos e caramanchões, de forma que as inflorescências pendentes ficam muito evidenciadas. Com crescimento escalado e de forma rápida, seu comprimento pode chegar a 6 – 8 metros.

Seu néctar doce é produzido em grandes quantidades, atraindo beija-flores. Ocorre ainda uma variedade de flores totalmente amarelas.

SHOPPE.COM.BR

A trepadeira Thunbergia pertence à família Acanthaceae. O nome thunbergia do gênero, homenageia o médico e botânico sueco Carl Peter Thunberg (1743-1828). Enquanto o nome da espécie mysorensis, é derivado da cidade de Mysore, no sul da Índia, onde se originou.

É considerada por muitos como uma das trepadeiras mais bonitas do mundo e recebeu o prestigiado Prêmio da Royal Horticultural Society de Mérito do Jardim em 1993.

Sapatinho de Judia _ Dicas de cultivo

Clima: Tropical, Subtropical, Equatorial. Não tolera geadas e ventos fortes.

Cultivo: A pleno sol ou meia-sombra, em caramanchões e pérgolas altas para que os cachos de flores possam ficar livres e pendurados. O florescimento é maior quando cultivado em pleno sol.

Solo: Deve ser fértil, rico em matéria orgânica e bem drenado.

Regas: As regas devem ser regulares, mantendo o solo levemente úmido.

Fertilização: No fim do inverno fertilizar com esterco de gado ou composto orgânico e enriquecido farinha de osso. Incorporar essa mistura ao solo, mantendo uma distância de 30 cm do tronco.

SHOPPE.COM.BR

Na primavera-verão, usar adubo mineral NPK 4-14-8, seguindo a orientação do fabricante. Sempre regar primeiro antes de fertilizar para evitar a queima das raízes.

Propagação: Multiplica-se por sementes e por estacas. Na primavera ou no início do verão, cortar as estacas de caule com cerca de 10 cm de comprimento, depois disso, colocar a estaca em um recipiente com água ou no solo de preferência em estufa.

AMAZON.COM.BR

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.